sexta-feira, maio 08, 2015

Dilma reafirma apoio à Ditadura de Maduro na Venezuela


O governo Dilma diminuiu nossa diplomacia. Hoje mais uma vez a ocupante da Presidência da República mostrou sua inaptidão para Política e seu apreço por autoritarismo e posturas anti-democráticas. As esposas dos presos políticos na Venezuela foram ignoradas por Dilma. Lilian Tintori (esposa de Leopoldo López) e Mitzy Capriles (esposa de Antonio Ledezma). Mostrando mais uma vez que esse mandato presidencial está alinhado a regimes que violam direitos humanos e princípios consagrados na democracia: oposição, liberdade de expressão etc. 

A Venezuela vive em um momento obscuro: com prisões arbitrárias, tortura e assassinatos de opositores. Todo tipo de violência tem sido praticado por milicianos pró-governo. Todo tipo violação aos direitos humanos já foram registrados por várias entidades internacionais e amplamente divulgados por civis através das redes sociais. Além disso, o país está vivendo grave crise de abastecimento, falta alimento e itens de higiene. 

Quando e em que momento Dilma lutou por Democracia? Quando fazia luta armada era por democracia? Dilma nunca lutou por democracia. Dilma não lutou contra o autoritarismo, mas para está à frente do autoritarismo. Dilma queria a ditadura do "proletariado". 

Vergonho e muito contraditório Dilma ignorar as torturas na Venezuela. Como alguém que foi torturada pode não ter compreendido a atrocidade e a anti-humanidade desse crime? Como não ser solidário ao jovens, mulheres e diversos cidadãos torturados, agredidos e espancados na Venezuela? Como ignorar as mortes e os desaparecido? 

Dilma vergonhosamente, como chefe de Estado, coloca, para nossa vergonha, o Brasil do lado de criminosos. Terrível momento de nossa história. Terrível para o Brasil tão mal representado. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É uma satisfação contar com seu comentário! Obrigado!

Os ouvidos que o discurso do PT não encontram mais.

Os ouvidos que o discurso do PT não encontram mais.  Eu trabalho com duas hipóteses sobre a situação do PT:   1- a irresponsabi...