segunda-feira, junho 08, 2015

A indiferença é uma brutal covardia

"Eu destini un'epoca sono di seconda delle manipolati tem ristrette Visioni, Scopi degli immediati, e delle ambizioni passioni personali di gruppi piccoli attivi, a massa e degli uomini ignorou empoleirado não preocupado." (Gramsci) 

Hoje lembrei de um texto do Gramsci, onde ele critica os indiferentes, definindo-os como peso morto da história. Eu não odeio os indiferentes tal como o Gramsci, nem trato aqui da desse fenômeno na mesma perspectiva e abrangência histórica. Quero destacar simplesmente como a indiferença pode ser uma brutal covardia. 

Imaginemos pessoas indefesas, sem a devida capacidade de defesa, seja qual for. Pessoas sem capacidade física e intelectual de prover seu sustento.Foquemos nas crianças. Ser indiferente à criança e toda sua fragilidade e incapacidade é uma forma brutal de covardia, pois corresponde a uma ato de lhe reduzir as chances de vida e vida decente. Qual indiferença seria pior que essa do abandono de crianças? Essas covardias não são só pesos mortos para a história, mas o real inferno para o indiferente. Sinto pena dos indiferentes.  

Hoje é Páscoa.

sexta-feira, 30 de março de 2018 12:40 Hoje é Páscoa. ·         Por Francisco José A Páscoa é uma data maravilhosa, porque rep...