quinta-feira, setembro 01, 2011

Acampamento suspenso até dia 30 de setembro



O auditório do INCRA foi marcado, nos últimos dias, por mais uma ocupação dos quilombolas. Entre tantas pendências está a falta de segurança e a impunidade dos assassinos de diversos trabalhadores e índios no estado do Maranhão.  A pistolagem tem crescido e assumido uma postura arrogante, pois tem garantias de impunidade e acobertamento. 

Em assembléia (31/08/2011) o movimento dos quilombolas suspenderam o acampamento até o dia 30 de setembro. Foi prometido para essa data reunião com o presidente do INCRA. 

Até lá cada líder ameaçado de morte fica à mercê da própria sorte. 

O governo do estado se coloca como se nenhuma responsabilidade tivesse com esses maranhenses e tudo fica para o Governo Federal resolver. Se é o Governo Federal que vai governar o Maranhão, para que ter um governo local? 

Ontem... o palco estava vazio só o superintendente e as lideranças... Quando vem "gente de fora" o palco fica lotado de "apoiadores", "solidários à causa" todos querendo alavancar sua fama diante dos holofotes. Sem espetáculos para vender a imagem, os políticos comprometidos não aparecem lá. Vamos aguardar.... No dia 30 de setembro veremos!  

Os ouvidos que o discurso do PT não encontram mais.

Os ouvidos que o discurso do PT não encontram mais.  Eu trabalho com duas hipóteses sobre a situação do PT:   1- a irresponsabi...