segunda-feira, janeiro 27, 2014

Protestos e os infiltrados


Não vejo como desassociar algumas ações de "manifestantes" com o desejo dos donos do poder. Trata-se do desejo dos governantes de esvaziarem e até mesmo anularem as manifestações. 
Existe a tal estratégia black bloc, mas vejo como desconfiança certas ações, pois sinto que, no meio das pessoas politicamente focadas (black bloc ou não), estão infiltrados aliados dos poderosos para produzirem desgaste nos protestos. Agem como aproveitadores para eclipsar a legitimidade dos protestos. 
As ações dos infiltrados possuem o propósito único de tumultuar para esvaziar. Os que estão no poder sabem do potencial de crescimento e alastramento dessas manifestações. O que é melhor se não for possível impedir totalmente? Reduzir, isolar e criminalizar. 
Em todo o país há segmentos extremamente descontentes com os serviços básicos, com o desperdício de dinheiro público. Muitos querem protestar contra os governantes, mas vão ficando em casa por conta dos confrontos com a polícia. 
Quem gosta disso? Os que não querem protestos. A turma de Brasília e os governos estaduais não querem que os movimentos cresçam. Eis o serviço das militâncias governistas infiltradas. Tudo leva a crer que são eles os maiores promotores e beneficiados dessa suposta "radicalidade".
É.. Os grupos que verdadeiramente estão engajados, focados no interesse público, estão deixando, sem perceberem, os infiltrados destruírem a oportunidade da crítica e a força da contestação política das passeatas, produzindo uma adesão alienada ao sistema, ao recuperar para os poderosos os motes de legitimação para o uso da força. Tudo o que eles querem é isso. 
O que os poderosos têm como argumento para a situação da saúde, da segurança pública, do transporte etc. ? Nada! É preciso bloquear o mal que pega carona! Essa deve ser a estratégia. Os que estão no poder precisam prestar conta de tato descaso e desvios dos recursos públicos. 

Hoje é Páscoa.

sexta-feira, 30 de março de 2018 12:40 Hoje é Páscoa. ·         Por Francisco José A Páscoa é uma data maravilhosa, porque rep...