Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro 18, 2014

O óbvio precisa ser dito, em alguns momentos é um dever

Será óbvio a posição de Sarney diante de Lula, Dilma e as eleições de 2014? Esse óbvio precisa ou não ser pensado? 
Tem gente que trata o óbvio de forma muito pejorativa. Engana-se ou quer enganar com tal postura. Principalmente quando afirma, sem cautela, "isso é muito óbvio". Trata-se de um esforço de desqualificar ou desprezar certas posições e ideias. Tudo que parece óbvio é posto como inútil, menor e desnecessário pensar. 
Eu aprendi com a Antropologia que não é bem assim. Além disso, pode-se constatar que inúmeras (grandes) questões questões antropológicas, sociológicas, políticas... e filosóficas ganharam força porque o óbvio foi dito. O óbvio por ser óbvio precisa ser dito. O que é a ideia sem linguagem? Só em o filósofo ter dito: "Penso"... o óbvio foi  transformado e transformador! Em alguns casos e contextos é um dever dizer o óbvio.

Marina e a questão de governar com ou sem o PMDB

"Ninguém governa sem o PMDB" (Beto Albuquerque). Petralhas e alguns petistas estão explorando isso para desqualificar a candidatura de Marina. 
Albuquerque está corretíssimo. Só o desespero de seguidores cegos do PT ou gente de vocação fascista acredita no contrário. Os seguidores cegos é um exercício de hipocrisia sem limites e desconhecimento de democracia, mas desconhecer o que é democracia não causa espanto vindo desse segmento. Os fascistas... é o que devemos esperar mesmo deles. 
O PMDB vai participar de qualquer governo porque ele faz parte da arena decisória. E dela vai participar como Oposição ou como Governo. Em ambos os casos vai interferir nos processos de governar da nossa sociedade política, mesmo que não seja Governo na forma estrita. É um imenso partido com força nacional e vai ter o maior número de governadores e um bancada nada pequena no Congresso. 
Em qual democracia se impede ou exclui o contraditório e bane partidos? Nenhuma. A questão é qual o tratamento …