Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho 4, 2014

Juan Zuñiga: um exterminador em campo e a FIFA

Qualquer pessoa que já fez algum tipo de luta..sabe que isso não foi acidental. O joelho já estava dobrado e projetado para frente. O cara joga o peso do corpo para a pancada ser mais forte. Ninguém faz impulsão com o joelho dobrado a dois passos do alvo. Vejam como ele firma a mão nas costas de Neymar para aplicar a joelhada.Esse despreparado Juan Zuñiga podia ter retraído o joelho. Mas bandido é bandido!
A jogada mais criminosa da Copa. Zuñiga levantou o joelho e projetou direto nas costas do rapaz. Ele olha antes para as costas de Neymar. Foi direto para bater. Neymar sofreu fratura na vértebra em decorrência desse golpe. Maldade pura. Revejam o lance. 

E essa pisada direto no joelho de Hulk? Só não quebrou porque o pé de Hulk estava saindo do chão. Isso é golpe, não é uma falta normal! O que a CBF vai fazer? A FIFA não vai rever os vídeos e punir esse despreparado e irresponsável? Absurdo...

Brasil e o nariz da Copa

Ser um povo cuja manifestação mais forte de patriotismo não está ligada aos elementos tradicionais da chamada cultura cívica não é, em si, um fato comum e fica mais extraordinário quando a virtude cívica assume a forma de torcida de futebol. Civicamente eufórico diante de uma TV ou, no rol de alguns poucos, cantando o hino nacional no estádio onde acontece a partida de futebol. 
O hino emociona e nem se sabe o porquê. O que tem esse hino? Serão as margens plácidas?, ou o brado retumbante?, ou os raios fúlgidos?, ou o impávido colosso?, ou deitado eternamente em berço esplêndido?, ou fulguras?, ou florão?, ou mais garrida?, ou o lábaro?, ou a flâmula?, ou a clava forte? Difícil saber o que move esse reduzido cidadão ao imenso torcedor patriótico. 
O certo é que Hino Nacional Brasileiro fala de coisas não comuns se comparado a outros hinos. Fala "de amor e de esperança", de "amor eterno", de campos "risonhos" e "flores". 
Que país já ousou viver &quo…