quarta-feira, agosto 05, 2009

OS PROSÉLITOS NÃO DISFARSAM MAIS


No Maranhão, o campo da disputa eleitoral está assumindo uma nova configuração. Pela primeira vez a tradição do favoritismo eleitoral de quem está no governo do estado aparece seriamente abalada. Por outro lado, dessa vez não há nenhum clima para começar a campanha dizendo que vai vencer no primeiro turno. Truque gasto e perigoso!
Porém, os servos voluntários já começam a justificar a falta de visualização da rotação da lua e a manutenção do mandonismo através da queda de um asteróide em Vênus. Ou porque Jackson e José Reinaldo são iguais. Isto é, temos que aceitar porque esses senhores não são diferentes. Como se só essas duas pessoas existissem no campo político maranhense.
Essa tentativa de convencimento é igual à lógica do feirante que tenta convencer a dona de casa a levar o tomate podre porque é mais barato.
Isso tem derrubado algumas máscaras de independência e imparcialidade, deixando bem visíveis as faces desses prosélitos do atraso, do nepotismo e da amputação da liberdade. São críticos de mera conveniência e vaidade pessoal, tomados de egolatria. São indivíduos que não possuem nenhuma virtude cívica, postura democrática e compromisso público, mas muito oportunismo.
O que está por trás de alguns desses mascarados é a veneração servil aos poderosos.
Mas graças à liberdade dada pela internet, dezenas de blogues - de pessoas comuns e que não são a última palavra em tudo - estão combatendo a continuação da tradição mandonista.
Esses blogues são nitidamente diferentes daqueles textos anacrônicos, que são produzidos por pessoas que se arrogam detentoras da exclusividade da expressão. Essa gente é incomum mesmo, pois são dotadas de inteligência servil e produtividade reacionária. Não por menos, são apreciadores da embriaguês do vinho de migalhas dos poderosos.
Viva os apreciadores da liberdade!
Foto: filme jogos mortais



Hoje é Páscoa.

sexta-feira, 30 de março de 2018 12:40 Hoje é Páscoa. ·         Por Francisco José A Páscoa é uma data maravilhosa, porque rep...