Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 3, 2011

ROGAI POR NÓS...

* Nos últimos dias. Detive-me na leitura de diversos blogs para acompanhar as opiniões e análises sobre a eleição na Assembléia Legislativa. Confesso que fiquei preocupado com o aprofundamento da condição de oposição-fã. Isto é, oposição que festeja o aprofundamento da sua própria fraqueza. Tinha gente de oposição comemorando a derrota de Ricardo e tinha gente de oposição lamentando a derrota do Ricardo. Oposição indo a reboque como uma torcida clandestina.
A derrota ou vitória de Ricardo Murad representa uma única coisa: a fraqueza da oposição no Maranhão. Pois tanto Ricardo quanto os vencedores (os “revoltosos” – pode-se até batizar de Revolta dos Plays) são da Situação, são governistas e sarneístas. 
A oposição ao sarneísmo e ao atual governo nem estava mesmo  disputando, sentiu apenas o gosto da sua fraqueza. Comemorar o quê? Essa de gozar com o pirulito alheio tem forma de  humilhação.
O que aconteceu foi um pega, um rachão  governista  para saber quem era MAIS FIEL e MAIS ÚTIL à c…

LABIRINTO MORAL

“A sociedade é uma criação humana. Como tal é falível e frágil. Não existe instinto de moralidade social ou observância da lei.” (Hobel & Frost).
Durkheim deixou uma boa dica para responder um dos enigmas da grande esfinge: a vida social. Ao pensar a existência da vida coletiva constatou a importância do consenso nesse processo. Isto é, uma ordem, um determinado nível de regularidade. Daí destacou a moral como elemento significativo dessa trama. Cada sociedade revelava um tipo específico de solidariedade, e pela qual viabiliza a teia de interações sociais que a põe em funcionamento.
O mundo social não pode existir sem valores, sem norma. Uma crise moral impele a uma situação de incerteza. O conceito de anomia foi utilizado por ele para indicar situações em que a norma, ou melhor, os mecanismos de orientação da vida social já não atuam mais.
Mas durante todo o restante do século XX inúmeros interpretações surgiram para desqualificar e desvirtuar o sentido da interpretação. Esse trabal…