Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho 5, 2011

Partidos, Ideologias, serpente encantada e outros baratos mais

No Maranhão tem um jeitinho do jeitinho brasileiro, uma malandragem ideológica, que mistura compadrio, familismo, patrimonialismo, privatismo e mandonismo.


É copioso frisar que temos singularidades que datam desde as maranhas iniciais da colonização e registradas pelos colonizadores religiosos que por cá enfiaram a cruz e o talo da flor do Lácio, emprenhando a terra para tudo dar sem ressentimentos, sob o estatuto do pecado.


O Maranhão chegou a ser “outra colônia” distinta do Brasil, separação iniciada em 04 de maio de 1617, ganhando efetividade através de carta régia de 13 de junho de 1621. Pode-se listar uma sequência de fatos para ilustrar essa singularidade maranhense. Porém, para focar melhor na discussão do jeitinho do jeitinho, toma-se como referência uma frase atribuída a Vitorino Freire: “No maranhão o muro se move”.
As diversas “polarizações” eleitorais partidárias e suas sombras ideológicas, no Maranhão, não passam de um simulacro. As partes estão produzindo, no discurso, u…