domingo, junho 05, 2011

Partidos, Ideologias, serpente encantada e outros baratos mais


No Maranhão tem um jeitinho do jeitinho brasileiro, uma malandragem ideológica, que mistura compadrio, familismo, patrimonialismo, privatismo e mandonismo.



É copioso frisar que temos singularidades que datam desde as maranhas iniciais da colonização e registradas pelos colonizadores religiosos que por cá enfiaram a cruz e o talo da flor do Lácio, emprenhando a terra para tudo dar sem ressentimentos, sob o estatuto do pecado.



O Maranhão chegou a ser “outra colônia” distinta do Brasil, separação iniciada em 04 de maio de 1617, ganhando efetividade através de carta régia de 13 de junho de 1621. Pode-se listar uma sequência de fatos para ilustrar essa singularidade maranhense. Porém, para focar melhor na discussão do jeitinho do jeitinho, toma-se como referência uma frase atribuída a Vitorino Freire: “No maranhão o muro se move”.

As diversas “polarizações” eleitorais partidárias e suas sombras ideológicas, no Maranhão, não passam de um simulacro. As partes estão produzindo, no discurso, uma Disneylândia de “ideologia” política.



Há um Maranhão profundo, do pé do lajeiro, que não é redutível ao olhar fixo dessas facções partidárias em direção ao umbigo.



Vamos destacar, a partir das últimas eleições municipais, como essas diferenças se movem no Maranhão, particularmente através das siglas partidárias e coligações.



Em destaque:



Em Açailândia (7º maior colégio eleitoral com 67.139 eleitores) o PT ajudou a eleger Ildemar (45) do PSDB. Vejamos a coligação: PSL,PSDC,PSDB,PMDB,PMN,PT,PSC,PSB. Gleide (10) do PRB, segunda colocada, concorreu pela seguinte coligação: PC do B, PDT, PTC, PTB, PV, DEM, PT do B, PR, PP, PHS, PTN, PRTB, PPS, PRB. Nas eleições proporcionais a coligação PSDB/PT conseguiu eleger 03 vereadores. Detalhe: todos do PSDB: Aluísio (45680), Hélio (45677), Paulo Canarana (45111).



Em Bacabal (8º maior colégio eleitoral com 61.622 eleitores) o candidato vencedor foi Dr. Lisboa (12), da coligação que reuniu os seguintes partidos: PDT, PMDB, PRB, PTB, PSL, PSB, PSC, PSDB, PRP, PPS, PMN, PCB, “PSOL”, PRTB, DEM, PV, PC do B. O segundo colocado, Zé Vieira (11), contou com a coligação dos seguintes partidos: PTC, PR, PTN, PSDC, PP, PHS, PT. Pois é... O PT apoiou o senhor Zé Vieira, cuja trajetória política e biografia de vida não demonstram nenhuma afinidade com nenhuma das definições de esquerda existentes.



Em Santa Inês (9º maior colégio eleitoral com 51.837 eleitores) o candidato vencedor, Roberth Bringel (25), teve o apoio da seguinte coligação: PTB, PP, PMDB, PDT, PV, PRB, DEM, PSC. A segunda colocada, Dra. Luana (40) concorreu pela coligação composta por: PC do B, PSL, PT do B, PT, PSDC, PR, PSDB, PSB, PRTB, PPS. Nas eleições proporcionais essa coligação elegeu 03 vereadores: Deutz (13110 - PT), Otacília Rios (70000 – PT do B) e Creusa da Caixa (65000 – PC do B).



Somos isso... o resto é a verdade escondida na calda da serpente encantada que mora debaixo da ilha.

Hoje é Páscoa.

sexta-feira, 30 de março de 2018 12:40 Hoje é Páscoa. ·         Por Francisco José A Páscoa é uma data maravilhosa, porque rep...