Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março 24, 2010

MAIS LUZ PARA OS ILUMINADOS

Nada mais Real do que o mandato de um Palácio ser sucedido por um mandato de Castelo. Essa realeza administrativa é ímpar no que tange o gasto de recursos públicos em prol de equidade e justiça social. Castelo tal qual seu antecessor tem olhos, bocas e ouvidos inertes às necessidades sociais dos cidadãos menos favorecidos financeiramente.

São inúmeros os bairros em estado de abandono e caos quanto ao quesito iluminação, capina e manutenção das áreas verdes. Além da falta de calçadas trafegáveis e meio fio, o que ajuda a deteriorar o asfalto.

Não menos gritante é a falta de um plano de preservação dos rios, das bacias e córregos naturais. Sem falar do total abandono e falta de manutenção nas diversas pontes espalhadas pela cidade.
Enquanto a Avenida dos Africanos é uma quase iluminação, a Avenida dos Holandeses não só recebe uma jardinagem a cada governo como também um tipo novo de iluminação a cada dois anos. Isto é, ilumina-se onde, por um conjunto de fatores, já está muito claro, rad…

VIVA UEMA: PASSANDO O RODO

O Sindicato dos funcionários da Universidade Estadual do Maranhão, na manhã de hoje, 23 de março, em Assembleia realizada no Auditório do CECEN, defendeu e colocou em votação a proposta de saída de greve. Proposta aprovada tranquilamente no estilo “só bater crachá”. Acordo questionado pela maioria dos professores presentes.


Detalhes tão “pequenos”:


1- Os sarneysistas envergonhados da EUMA não demonstraram euforia até agora;


2- A proposta apresentada foi, na verdade, uma imposição do governo Roseana e consistiu no seguinte: final da greve para ganhar um cala boca de 100% e 60% de reajuste em algumas gratificações, mas só esse mês e a promessa que o projeto (“desconhecido”) será encaminhado para Assembleia até sexta feira;


3- Os detalhes dos detalhes:


a) - “Nós não sabemos o que está no projeto”; “Eles não mostraram o projeto”. Disse o presidente do sindicato. Gravei para não ter o clássico “não foi bem assim”.


Cheguei a perguntar ao Zeze, durante a plenária, como o sindicato fez esse acordo…