quarta-feira, maio 07, 2014

São Luís: o continuísmo do descaso


Hoje foi mais um dia em que o descaso continuado na administração pública ficou boiando no meio da rua. É isso. água pluvial e esgoto doméstico cobriram o "asfalto" de diversas avenidas de São Luís, Em diversos trechos a água subiu de forma avassaladora. O problema não nasceu na atual gestão municipal, nem na passada, está tomando volume durante durante décadas. 

Depois da redemocratização, o período entre 1985 - 2012, intervalo de tempo entre as gestões dos Gonçalves: Gardênia Gonçalves e Castelo Gonçalves, a prefeitura municipal de São Luís ficou sobre o comando do PDT e parte da oposição anti-Sarney. Nas primeiras gestões do Dr. Jackson foram feitas algumas obras de macro-drenagem, mas incompletas, por exemplo: avenida São Luís de França (Turu), Cohatrac III. canal do Renascença (ao lado do Imparcial) etc. Nada de mais planejado e abrangente foi feito além disso. Essas obras citadas ficaram incompletas e em todo o restante da cidade ficou a espera de melhorias de drenagem. 

O tempo passou, e as áreas impermeabilizadas aumentaram significativamente com a proliferação dos condomínios. Proliferação ocorrida sem muito critério e sob o manto da omissão do poder público. Ora, com isso, onde existia uma drenagem capacitada para uma vazão X passou a ter uma carga X+10. A falta de fiscalização e a tal "vista grossa", permitiu empreendimentos imobiliários com áreas externas 100% impermeabilizadas,  que contribuem para impactar violentamente as ruas com um grande volume de água. Além disso, são inúmeros quintais totalmente impermeabilizados, jogando muita água para rua ou, pior, para dentro da rede doméstica de esgoto.  

Para piorar o escoamento, áreas verdes foram destruídas, bacias naturais foram ocupadas, entulhadas irregularmente ou griladas reduzindo as áreas de infiltração da água. As bocas de lobo e o diâmetro das manilhas existentes, na maior parte do sistema de drenagem, não suportam mais o volume de água acumulada nas ruas e avenidas. Em diversos pontos da cidade não existe qualquer sistema de drenagem. 

Para piorar esse acúmulo de descaso foi eleito um rapaz que não tem demonstrado disposição nem sagacidade suficiente para enfrentar esses e tantos outros problemas existentes na cidade de São Luís. Não é questão só de faltar experiência e capacitação, mas de não ter obstinação, determinação e força de vontade suficiente. O rapaz parece que paralisou diante da responsabilidade. 

Bastava fazer o mínimo, mas nem isso foi feito até agora. O mínimo já seria o máximo. Porém, não está acontecendo. 

Se não sabe o que fazer... não custa nada procurar quem sabe. Por que essa gestão não vai atrás de quem tem capacidade de produzir projetos  e estudos consistentes sobre os problemas que estão atormentando os cidadãos de São Luís? O Brasil está cheio de especialistas e experientes técnicos é só ir atrás. 

Esse mandato de Holanda Jr. formou um governo arquipélago, Esse arquipélago é  pior do que o arquipélago do governo da libertação. É bastante nítido o esforço e o empenho de alguns poucos secretários, mas acabam gerando uma espécie de secretarias ilhas. 

As decepções dos eleitores que votaram no atual prefeito de São Luís são várias. Boa parte do eleitorado esperava, no mínimo, melhorias no trânsito, na pavimentação, no transporte público, na saúde ... O começo do mínimo de mudança passa por esses pontos. Será que está faltando só recursos para essa administração fazer as devidas e necessárias mudanças? 

Quem votou em Holanda Jr. para ver a reprise da reprise desse modelo ineficiente e nada racional de sistema de trânsito aí existente? Quem quer ver só a reativação da sinalização caça-níquel? Até agora nada de significativamente melhor, inovador e útil foi feito para melhorar o trânsito de São Luís. Onde estão as mudanças para reduzir os gargalos e melhorar as condições de trafegabilidade? 

Ao contrário disso, a Prefeitura colabora com uma tremenda bizarrice em frente ao shopping São Luís, que implantou semáforos para os clientes que saem de carro irem na direção do Centro. Tem coisa mais absurda? Ao lado do shopping existe um viaduto com alças de contorno, basta dirigir mais 200 metros contornar pelas alças do viaduto e ir na direção do Centro.

Enquanto isso .. congestionamentos e engarrafamentos se prolongam no trecho entre a casa do trabalhador e a ponte Bandeira Tribuzi. Começa com um sinal de pedestre antes do Fórum, depois surge uma barreira eletrônica, em seguida um contorno no meio da avenida, um pouco mais à frente estão postos os sinais do shopping e para completar mais dois semáforos antes da cabeceira da ponte Bandeira Tribuzi.  Podia ter inovação maior?

É! Muitas coisas ainda vão continuar boiando nessas enxurradas...   


Hoje é Páscoa.

sexta-feira, 30 de março de 2018 12:40 Hoje é Páscoa. ·         Por Francisco José A Páscoa é uma data maravilhosa, porque rep...