Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho 18, 2010

O GUERREIRO DE SACO DAS ALMAS NÃO SE RENDE. PÁRA A GREVE DE FOME, MAS SAI REVITALIZADO.

DUTRA tem demonstrado um fôlego enorme para sobreviver aos tortuosos caminhos do campo político-partidário. É uma das poucas cabeças políticas que não está no mural de abate do senhor Sarney. Como ele mesmo diz: “Não me rendo, não me vendo!”
Testemunho, desde minha longínqua infância, critica e acusações ao senhor Sarney. A primeira vez que ouvi alguém falar algo sobre Sarney foi em Itapecuru Mirim, minha cidade natal. O senhor Cafeteira fazendo um comício sobre a carroceria de um caminhão, contou uma história e fez uma piada em torno do nome de José Sarney. Depois disso ouvi vários.
Porém, o senhor Sarney acabou assistindo e degustando a rendição de um após o outro. Muitos não só se renderam, mas também lhe renderam homenagens. Escapou de tal sina (ou vingança) Zé Pequeno, já falecido.

Dutra não se rendeu, mas, não só isso, continua como o mais incisivo e inflexível opositor dos Sarney. Nunca ninguém disse coisas sobre Sarney de forma tão direta. Não poupa adjetivos, nem dá polimento a…