Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril 6, 2014

11 anos (sem) você e a vida..

Desenvolvi, ao longo de minha trajetória de vida, percepções e equações bem diferenciadas sobre a existência. Desde uma pequena idade ficava olhando para o céu, o azul, o movimento das nuvens. Contemplava aquele inexplicável. Final de tarde ficava observando o céu para ver as estrelas despontarem, deitado na areia do quintal, próximo a uma grande mangueira. Todo esse tempo eu gastava tentando entender o que estava diante de mim.   Desse exercício de pensar a existência dessa realidade veio uma crença para além de religiosa, uma crença na própria sensação do mundo, em um raciocínio da condição de existência e de uma coincidência que é por demais consequente e, em muito, lógica. Tudo pode perde-se em ser só coincidência? Não consigo não acreditar em Deus. Não consigo não acreditar na vida como algo que ultrapassa esse momento.  No dia 04 de abril de 2003 minha mãe morreu... Na última vez que a vi viva ela estava sentada em uma cadeira, em um apartamento de hospital, quando fui me despedir…