Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril 26, 2010

CIRO FALA: “Fernando Henrique queria ser internacional com vassalagem.”

O Deputado Federal Ciro Gomes (PSB/CE) foi entrevistado no programa “É notícia”, Rede TV, em 27 de abril de 2010 (depois das 00h:30min.). Disse o Deputado:
“O PMDB é hoje um ajuntamento de assaltantes. O Michel Temer faz parte disso”.
“IBOPE. Montenegro vende até a mãe. Vende pesquisa.”
“Onde o jornalista viu que eu tinha 17%? Viu no Sensus, que não vale uma nota de um real.”
“Só quem não chora é o Serra. Ele tem olho de cobra!”
“Todos nós erramos. Outro dia tive uma conversa antológica com o Lula. Nós tínhamos tomado umazinha.”
“Três ou quatro meses atrás eu era um herói do PT.”
“Em termos pessoais, quem mais me prejudicou foi Fernando Henrique!”
“Etapa da infantaria e a etapa da diplomacia.” Para defender o mandato de Lula.
“Aécio defendeu o mandato de Lula.”
“Os jovens tem que ocupar a Câmera para limpar aquela safadeza.”
“Ser candidato por São Paulo seria muito artificial. Ainda mais tendo do lado o PT de São Paulo.”
“Folha de São Paulo é completamente Serra.”
“Quem fez a intriga entre eu e…

Retornar a Marx para pensar nosso tempo? Será ?

Caros leitores, estou em plena temporada de avaliação. Uma montanha de provas para corrigir. Quando terminar essa tarefa do ofício...  postarei textos novos. 
Deixo essa entrevista publicada pelo L’humanité (17de abril de 2010)*.
Peço desculpas, mas não tenho domínio de francês para fazer tradução desse porte ! A internet traduz tudo!


Quel retour à Marx pour penser notre temps?*


FACE-À-FACE AVEC : EDGAR MORIN, philosophe et sociologue, directeur de recherche émérite au CNRS et docteur honoris causa de nombreuses universités dans le monde ; ANDRÉ TOSEL, philosophe, spécialiste de Marx et des marxismes, professeur à l’université de Nice.


Avec la crise, la référence à Marx cesse d’être taboue. Les ouvrages sur l’auteur du Capital se multiplient, ainsi que les dossiers spéciaux dans la presse.


Sans mettre sur le même plan les nombreuses publications consacrées à Marx ces derniers mois, on ne peut, néanmoins, qu’être interpellé par ce regain d’intérêt si soudain. Quand des magazines tels que le …