quinta-feira, novembro 12, 2009

LAÇO DE MOEBIUS II


 

“Uma tira circular fechada tem, em geral, duas superfícies, uma interior e uma exterior. Sobre esta tira, contudo, andam nove formigas vermelhas, umas atrás das outras, e passam tanto sobre o lado exterior como também sobre o interior. Assim a tira tem uma só superfície.” (Escher)
A ilusão torna possível a coexistência de paradoxos e o impossível assume a condição de familiaridade. A partir do estranhamento do comum, o impossível emerge geminado ao possível. Tanto para a objetivação como para a subjetivação.
Longe de uma forma qualquer de surto inconsciente, aos moldes surrealistas, Escher mostra as possibilidades da ação consciente sobre a ilusão, o impossível e a descoberta.
O laço aqui trazido é um recurso para uma reflexão não-bidimensional da política maranhense. A sugestão é: na polítca maranhense a situação extrema entre os de fora e os de dentro não passa de uma ilusão, todos caminham numa mesma superfície. 
É só seguir as formigas!!!








Hoje é Páscoa.

sexta-feira, 30 de março de 2018 12:40 Hoje é Páscoa. ·         Por Francisco José A Páscoa é uma data maravilhosa, porque rep...