segunda-feira, agosto 24, 2009

JACUS

*

Mais um ótimo reality show na TV senado. Durante um longo discurso sobre os 55 anos do suicídio de Getúlio Vargas e o centenário da morte de Euclides da Cunha, o senador José Sarney deu um aparte ao senador Eduardo Suplicy que, de uso da palavra, disse que os senadores estavam na condição de jacus, pois o arquivamento das denúncias não tinha resolvido a crise do Senado e disse ao senador Sarney que não se sentia esclarecido sobre as diversas denúncias. Lembrou que o arquivamento não é a resposta que a sociedade brasileira aguardava... Na verdade, o senador de São Paulo, Eduardo Suplicy, componente da base aliada, está sinalizando que nem tudo são flores na base do governo, muito menos no PT.
O senador Sarney rebateu dizendo que estava surpreso com a falta de educação do senador Suplicy e que o mesmo estava maculando a memória de Euclides da Cunha.
Algo não foi posto na chamada “pizza” ou no “jantar”!

* FOTO RETIRADA DO GOOGLE IMAGENS.







CRIATURA CONTRA A CRIADORA



A disputa sem pressupostos, ou melhor, sem um mínimo de limites está avançando no cenário partidário nacional. Vide a atual situação de Heloísa Helena no PSOL. O partido de Heloísa, pretendendo lançar candidatura própria à presidência da república, já montou um discurso de demolição e desqualificação contra Marina Silva, o que a desagradou. Heloísa não tem o mesmo entendimento e considera Marina um grande nome da esquerda brasileira. A própria Heloísa estaria sendo posta como uma militante não autêntica ou não puro-sangue. O que seria essa pura e autêntica esquerda? Será que uma sigla pode reivindicar tal exclusividade? Será isso propriedade de alguém? No mínimo, isso é fruto de concepções que não admitem pluralismo.
Mas essa onda de disputa sem limites, que engendra qualquer forma de recurso e ação para obter vantagem diante dos adversários, já está implantada em outras legendas, principalmente, as de direita, vide o emBate recente entre DEM, PMBD etc. no Senado.
Marina Silva tem sofrido ataques de alguns petistas que, ignorando sua militância e serviços no Partido dos Trabalhadores, tentam jogar a senadora em uma vala comum da indigência político-partidária brasileira. Esse vale-tudo é antes de tudo antidemocrático e perigoso, pois transforma o campo da disputa em um espaço da execração, eliminação, chantagem e perseguições. O espaço da política perde sua condição de espaço da civilidade e se enterra no âmbito da violência.
“SÓ NÃO MUDA DE IDÉIA QUEM NÃO TEM IDÉIA.”
“TRISTE NÃO É MUDAR DE IDÉIA, MAS NÃO TER IDÉIA”.

Hoje é Páscoa.

sexta-feira, 30 de março de 2018 12:40 Hoje é Páscoa. ·         Por Francisco José A Páscoa é uma data maravilhosa, porque rep...