domingo, outubro 05, 2014

A propaganda eleitoral com invasão de privacidade e o paradoxo do sarnísmo


O Brasil..está abaixo do mínimo da densidade moral tolerável e se a maioria repetir essa continuidade de dois nomes PT/PSDB é algo digno de extrema preocupação. A suposta subida de Aécio que estava estacionado há tempos..Não tem uma explicação a não ser no PT. É até provável que o PT esteja convertendo voto para Aécio..visando escolher o candidato mais fraco no segundo turno. 

Por aqui o absurdo já é rotina.. e hoje, logo no dia do meu aniversário, recebi uma mensagem de um número que não consta na minha agenda. Como, em um Estado de Direito, um indivíduo sai pegando dados alheios, invadindo a privacidade do cidadão para fazer campanha? Isso é nefasto! Assisti todos os programas eleitorais na TV. É essa mensagem desagradável e patética que me convencerá a votar em Edinho? Absurdo. Até quando essas instituições serão cúmplices dessa asneiras? 

Essa eleição coloca em relevo um paradoxo no sarneísmo. Vejamos como: Sarney Filho nunca teve a oportunidade de ser o candidato do grupo ou família. Qual a alegação ou motivo para tal? Os Sarney deram o governo do estado para Luiz Rocha, João Castelo, Zé Reinaldo. Todos eram mais preparados que Sarney Filho? Questão que carece resposta. Edinho é mais preparado e com maior lastro eleitoral que Sarney Filho? Por que novamente Sarney Filho não foi candidato a governador? O grupo não deixou para protegê-lo? Se foi... Edinho se impôs para ser o encarregado de sofrer a alargada derrota. Isso que é uma auto-sabotagem. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

É uma satisfação contar com seu comentário! Obrigado!

Hoje é Páscoa.

sexta-feira, 30 de março de 2018 12:40 Hoje é Páscoa. ·         Por Francisco José A Páscoa é uma data maravilhosa, porque rep...