Pular para o conteúdo principal

Doença de Sarney prova a existência de inúmeras doenças no Maranhão.


Dados não faltam para constatar o resultado desse longo domínio político de José Sarney. No entanto, afirmar que ele seja 100% responsável por todas as mazelas que vive o Maranhão é puro artifício ideológico. Discurso performático e para distrair plateia desavisada. Não é 100% responsável por tudo defeituoso que existe no Maranhão. Só se fosse onipotente e onisciente. Que oposição coloca um indivíduo humano como Deus? Tem uma parte real e inegável de descaminhos e desacertos provocados por esse longevo domínio, existem fatos indefensáveis, mas outra parte é pura ficção eleitoreira. Jogo de cena para barganhar voto e popularidade.

Basta ver as mudanças ocorridas no Estado brasileiro, o processo de descentralização ocorrido nos últimos anos e tal municipalização dos serviços, federalismo fiscal, os repasses diretos etc. O que está acontecendo nos municípios de aliados ou não aliados políticos de José Sarney? 

Ocorre que, nos últimos anos, pessoas inteligentes deixaram de pensar de forma crítica e enveredaram pelo exercício de um pensamento puramente passional, parcial e pautado no ódio ou no desejo de vingança. Cada um sabe onde o sapato aperta. Também não devemos pretender tirar dessas pessoas seu "direito" ao ódio. Porém, isso não é a oposição propriamente política. Não é fazer verdadeiramente uma política de superação dessa situação ruim que vivemos. A doença de Sarney está provando que sofremos de inúmeras doença graves, entre elas a doença da falta de um contraponto comprovado de densidade moral significativamente diferenciada. Isso precisa ser comprovado, particularmente se algum grupo de oposição assumir o poder. Essa comprovação não foi efetivada no breve governo da libertação. 

Nos últimos dias e, particularmente ontem, vi em diversos perfis de Facebook e em blogues posteres extremamente bizarros, onde anunciavam a morte do senador sem qualquer cometimento, muitos recheadas rancor. Quem não gosta do que está aí precisa é mostrar uma postura diferenciada. 

Ora, quem não morre? Só na bíblia encontramos pessoas que não morreram, caso de Elias que foi arrebatado... tem mais uma personagem bíblica que não experimentou a morte (não recordo quem é no momento). Que vitória política é essa pautada no óbito? Isso é um atestado de incompetência, pois atesta que para ganhar é preciso que o outro não exista. Isto é, faz-se necessário não ter competidor. Moral: se ele continuar existindo, nós, na nossa infinita incapacidade de vencer, continuaremos perdendo politicamente. 

Isso prova que, entre tantas desgraças que temos, vivemos uma muito grave: a Política. O que esperar desses contras da apologia do óbito quando estiverem no poder? Esperar tolerância? Falta de projeto e falta de densidade moral mais qualificada é o que representa essas aberrações espalhadas pela internet. Isso é ódio, não é convicção política. Chega de tanta miséria!!! 

Saber diferenciar os momentos não obriga ninguém a gostar e nem a se aliar. Ninguém é obrigado a gostar. Saber ter sabedoria e visão de contexto é uma necessidade da vida.

Quando o senhor João Castelo adoeceu, na época era prefeito de São Luís, também vi muitos desses posteres bizarros difundidos pela internet, sempre desejando o pior para ele. Fiz um post desejando saúde para o senhor Castelo e pedindo que ele voltasse logo, pois queria tirá-lo pelo voto, não pelo óbito. 

A biografia de José Sarney está encerrada, morrer hoje, amanhã ou mais adiante, não vai alterar mais significativamente o que ele foi enquanto político e pessoa. Se ele ainda vai ser candidato ou não e se vai perder ou ganhar as próximas eleições diz muito mais respeito à biografia dos outros do que da dele. Vai significar muito mais para a biografia dos opositores e aliados, do que par a sua. José Sarney já tem 83 anos... 

O que está em aberto e pode ter resultado significativo é o julgamento histórico. Que não se completou porque ele permanece como representante de um tipo de dominação política - com características mandonistas e oligárquicas. Todos os esforços do senador de provar, argumentar e ponderar a seu favor em inúmeras e sucessivas biografias, esforço inútil, pode ser alcançado com a sua saída do controle do poder político. A ausência de outros sujeitos no exercício poder, ao longo de quase 50 anos,  para comparar, inviabiliza qualquer atenuação ou relativização do seu longo domínio. Não é preciso inúmeros livros biográficos, mas a chegada de outros à frente do poder para que se possa ver até onde José Sarney é ou não responsável sozinho pelos graves problemas que assolam o Maranhão inteiro. Além disso, pode ele, saindo do controle político, ver, em vida, se os seus opositores e detratores significam alguma mudança qualitativa, uma superação política do oligarquismo, mandonismo, nepotismo e falta de transparência a ele atribuída. 

O julgamento histórico vai se efetivar, com ou sem óbito imediato. Somos carregados por comparações... 

Essa torcida sarcástica não é Política... Política é ter competência de vencer sem precisar de óbito e fazer diferente, fazer melhor com espírito de interesse público. 
Com a morte do senador Sarney os prefeitos e vereadores envolvidos com corrupção, em diversos municípios do Maranhão, vão sofrer uma transformação automática, passando todos à condição de grandes exemplos de homens públicos? Assumirão a condição de bons gestores de forma imediata? E os deputados estaduais e federais? 

Ps.: Se não acordarem, PODEM até levar o executivo estadual, mas sem maioria na bancada estadual e federal... Aí vão ter quatro anos..sangrando no trono. Podem está no sentido gritante de probabilidade. Como quero o julgamento histórico, meu voto é certo na oposição. 

Outro detalhe: o senador fica aí vivinho, sai todo energizado lá desse Sírio-Libanês, e resolve ser candidato a senador pelo Maranhão... Quem vai ser o adversário da oposição para vencê-lo? Tradando-se de uma eleição majoritária de maioria simples, mesmo que ele tenha 85% rejeição, ele pode barganhar uns 15% dos votos válidos. Quem acha que ele não tem simpatizantes? Se nenhum concorrente conseguir sozinho mais de 15% Sarney vence, mesmo com tanta rejeição... Quem está na Política precisa se preocupar é com isso. A morte ninguém pode prever e nem evitar. Na hora que é para ser ... é. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AÇÃO DIRETA E LEGÍTIMA DEFESA PACÍFICA

Green Politics must become the Politics of the Regions – all the Regions, from the celestial to the subterranean. Let the next Gathering of the Greens conduct all its business in poetry. This will foreshadow the day when America will be Green. Even better, the day when for a small fee we do an international name exchange and America becomes a large frozen island, while Green Land extends from sea to shining sea. The day when Green Politics rules. The day when the President pantomimes the Inaugural Address and sings the State of the Union in falsetto. The day when the Supreme Court sits naked in powdered wigs and hands down rulings in Pig Latin. The day when the Congress throws a multi-party and dances all the Laws out of existence.(Trecho do The Surre(gion)alist Manifesto , John P. Clark)
É preciso ultrapassar as formas mórbidas e dilacerantes da política atual. Não adianta só as contestações, enquanto persistir seus mecanismos genocidas e desumanizantes é necessário agir diretamente s…

Ação Penal 470 - Filhos do Brasil

                                         Por  Washington Ribeiro Viégas Netto*

"Quando o homem inventou a roda, logo Deus inventou o freio. Um dia, um feio inventou a moda, e toda a roda amou o feio". Zeca Baleiro.

Tenho acompanhado com especial atenção o julgamento do mensalão pela nossa mais alta corte de justiça, o STF. Penso que o resultado ali proclamado nos dará uma medida atual do quanto já nos distanciamos da pecha “república de bananas”; forma de governo que ainda persiste em países destas latitudes. No decorrer de todos esses anos em que tramita o processo, tem sido uma rara oportunidade de o Brasil reafirmar a força e solidez de suas instituições, soberanamente constituídas, quando confrontadas com um, ao que tudo parece, projeto de poder que, por meio de um conhecido método de aparelhamento estatal, tentou um processo de clivagem dessas mesmas instituições. Porém, antes mesmo de iniciado o julgamento, acredito que o saldo é favorável ao Brasil. O Supremo é composto d…

A CORRUPÇÃO NÃO É UMA COISA MENOR

A CORRUPÇÃO NÃO É UMA COISA MENOR A relativização aplicada aos casos de corrupção praticada por parte da “esquerda” (criminosos da “política’) é vergonhosa e irresponsável, mas não deixa ter coerência interna com a doutrina política que abraçam (ao credo religioso que professam). Esse modelo de esquerda existe enquanto séquito e seu ethos é de natureza similar aos ethos encontradas em seitas religiosas. Seguem a apreciação dos fatos e do contexto sob a ferrenha força doutrinária (que diz o que fazer) e sustentada pela fé cega (eles creem por creem, sem se permitir pensar sobre os rumos da sua fé e os efeitos dela sobre o contexto). Essa parte é, sem exagero nenhum, composta por fanáticos. O fanatismo é tão exacerbado que buscam escamotear fatos, em que pese as diferenças e possibilidades interpretativas, são passíveis de verificação por diversos meios. Mas, como fanáticos de tipo de seita, estão mantendo a coerência, pois não só isso pode ser racionalizado a partir da doutrina mãe (marx…