Pular para o conteúdo principal

São Luís: o inferno do ocaso político e o desespero pincelado de fascismo



Sou a favor de toda e qualquer reunião pacífica, sem armas... de qualquer categoria profissional visando melhorias na condição de trabalho, de remuneração mais digna e para exercer sua liberdade cidadã. Policiais são cidadãos. Já manifestei minha opinião sobre isso desde a greve de 2011: 

"Salta aos olhos o aumenta da carga de exigências de capacitação e especialização dos policiais. Porém, a exigência por qualificação não é acompanhada por um processo de progressão, retribuição e recompensa equivalentemente justo. O policial militar acaba vivendo à margem dos ganhos e conquistas profissionais existentes para as diversas outras categorias profissionais.


Em grande medida, o formato organizacional atualmente existente nas polícias militares está alinhado a uma doutrina, onde o ser policial implica em exercer uma espécie de “sacerdócio” cívico. O policial deve estar sujeito a todos os sacrifícios meramente por uma causa maior. Carreira policial não é sacerdócio e deve ser tratada com todos os merecimentos e garantias de carreira profissional. 


Essa doutrina pode até ter seu lado útil, mas começa a se tornar danosa à medida que é convertida em uma ideologia justificadora e legitimadora do não reconhecimento do valor do trabalho dos policiais. Terrivelmente falha e equivocada quando tenta ignorar e desconsiderar as condições reais de existência dos policiais e de suas famílias. É particularmente perversa enquanto tentativa de negar o direito de vida digna desses cidadãos."
Seria hilário se não fosse uma peça deplorável. O militar diz: "CONSCIENTIZAR". Isso é um perigo? É uma ameça miliciana? Isso só é perigoso para quem detesta Democracia e é cria do regime autoritário. Missão que não se pode revelar não quer dizer que será ilícita ou violenta. Missão pode ser uma tarefa de rotina, vários tipos de tarefa (fala típica de caserna). Qual o partido ou comitê eleitoral que não faz reunião reservada? Casotelo quer criminalizar os policiais e tirar o direito deles de ter vida cívica. 

Policiais e familiares de policiais, respondam nas urnas a esse preconceito. Isso tem uma tentativa de vingança...  por conta da Greve de 2011.

Castelo, herança da ditadura, quer criminalizar os policiais que querem conscientizar os colegas. Isso é prova cabal da sua aversão pelo regime democrático. 

Sumiram as postagens dos castelistas anti-Sarney. Só não esqueçam... que as publicações feitas em blogues, em alguns jornais estão arquivadas. Negar agora o anti-sarneísmo é vergonhoso. Humilhante. Cadê o ódio que vocês manifestavam contra o senador Sarney? Por isso... é que nunca botei credibilidade nesses que tratam com ódio o adversário e opositor político.

Vou fazer VOTO ÚTIL consciente de todas as suas implicações e com todo prazer. Nulo jamais. Particularmente diante da persistência dos fósseis autoritários. Quem acha que é tudo ou nada em campo político regulado... está perdendo tempo.. discutindo voto, sistema eleitoral. Melhor é mobilizar as massas para uma insurreição. Só assim todos os ruins podem ser impactados e expurgado pelo tribunal da verdade revolucionária (sobre isso a história está cheia de casos genocidas de doentes autoritários.. tiranos da pior espécie) . Alguma coisa é sempre alguma coisa no campo regulado. 

Quando o cidadão vota não encerra por definitivo sua participação e nem aliena seus direitos de cidadãos. Como não vejo nenhuma mobilização popular de massa para desconstruir a ordem política vigente...e, além da ausência disso, como o processo ainda goza de ampla legitimidade... 

VOU METER meu dedo com força na urna, firme! Motivado ainda mais com a aliança Sarney-Caostelo. Votar não é vender a crítica e nem abdicar dos direitos de cidadania. Depois...se não prestar... o remédio é Bigorna! 

Só ver sarno-castelistas apavorados é... sem igual! 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AÇÃO DIRETA E LEGÍTIMA DEFESA PACÍFICA

Green Politics must become the Politics of the Regions – all the Regions, from the celestial to the subterranean. Let the next Gathering of the Greens conduct all its business in poetry. This will foreshadow the day when America will be Green. Even better, the day when for a small fee we do an international name exchange and America becomes a large frozen island, while Green Land extends from sea to shining sea. The day when Green Politics rules. The day when the President pantomimes the Inaugural Address and sings the State of the Union in falsetto. The day when the Supreme Court sits naked in powdered wigs and hands down rulings in Pig Latin. The day when the Congress throws a multi-party and dances all the Laws out of existence.(Trecho do The Surre(gion)alist Manifesto , John P. Clark)
É preciso ultrapassar as formas mórbidas e dilacerantes da política atual. Não adianta só as contestações, enquanto persistir seus mecanismos genocidas e desumanizantes é necessário agir diretamente s…

Ação Penal 470 - Filhos do Brasil

                                         Por  Washington Ribeiro Viégas Netto*

"Quando o homem inventou a roda, logo Deus inventou o freio. Um dia, um feio inventou a moda, e toda a roda amou o feio". Zeca Baleiro.

Tenho acompanhado com especial atenção o julgamento do mensalão pela nossa mais alta corte de justiça, o STF. Penso que o resultado ali proclamado nos dará uma medida atual do quanto já nos distanciamos da pecha “república de bananas”; forma de governo que ainda persiste em países destas latitudes. No decorrer de todos esses anos em que tramita o processo, tem sido uma rara oportunidade de o Brasil reafirmar a força e solidez de suas instituições, soberanamente constituídas, quando confrontadas com um, ao que tudo parece, projeto de poder que, por meio de um conhecido método de aparelhamento estatal, tentou um processo de clivagem dessas mesmas instituições. Porém, antes mesmo de iniciado o julgamento, acredito que o saldo é favorável ao Brasil. O Supremo é composto d…

A CORRUPÇÃO NÃO É UMA COISA MENOR

A CORRUPÇÃO NÃO É UMA COISA MENOR A relativização aplicada aos casos de corrupção praticada por parte da “esquerda” (criminosos da “política’) é vergonhosa e irresponsável, mas não deixa ter coerência interna com a doutrina política que abraçam (ao credo religioso que professam). Esse modelo de esquerda existe enquanto séquito e seu ethos é de natureza similar aos ethos encontradas em seitas religiosas. Seguem a apreciação dos fatos e do contexto sob a ferrenha força doutrinária (que diz o que fazer) e sustentada pela fé cega (eles creem por creem, sem se permitir pensar sobre os rumos da sua fé e os efeitos dela sobre o contexto). Essa parte é, sem exagero nenhum, composta por fanáticos. O fanatismo é tão exacerbado que buscam escamotear fatos, em que pese as diferenças e possibilidades interpretativas, são passíveis de verificação por diversos meios. Mas, como fanáticos de tipo de seita, estão mantendo a coerência, pois não só isso pode ser racionalizado a partir da doutrina mãe (marx…