Pular para o conteúdo principal

OS PIORES GOVERNOS DAS NOSSAS VIDAS E O MELHOR GOVERNO DA VIDA DELA


Manifestação no terminal São Cristóvão
Todo dia, toda hora sempre o mesmo conto. Parece que caímos numa fixação e, há tempos, perdemos o olhar para outras coisas. Mas isso seria uma avaliação injusta e superficial. Na verdade, são eles que não deixam nossas vidas fluírem em outras direções. Quando se diz eles, é para sinalizar os que estão no controle do poder político, dos que estão ocupando os postos de governo. Esses poderosos estão esterilizando nosso viver.

Nunca tivemos um par governamental tão ruim como agora. Vejamos:
O Sr. Castelo é uma repetição piorada da administração de sua esposa (Gardênia). Político que nunca administrou nada no período democrático e isso revela que a sua “competência” administrativa só existe em regimes autoritários, não tem efetividade em tempos de república democrática.  Falta sinalização nas ruas, semáforos com todos os sinais luminosos funcionando, falta asfaltamento na maioria dos grandes bairros, falta meio-fio e calçada em vias de tráfego intenso, bueiro entupidos,  ruas e avenidas esburacadas, engarrafamento nas principais vias, falta de fiscalização e disciplinamento do trânsito; áreas verdes abandonadas e cheias de lixo, falta área de lazer e práticas  esportiva nos bairros,  postos de saúde lotados, agentes de saúde trabalhando de forma precária, grilagem das calhas dos rios e nas bacias, construções feitas sem nenhum respeito ao meio ambiente, dejetos lançados in natura nos rios e nas praias; o sistema de transporte coletivo é um dos mais precários e caros do Brasil. Ônibus sujos e velhos, superlotação, demora etc. Os terminais de integração são ruins, verdadeiras humilhações aos cidadãos e consomem enormes quantidades de recursos públicos para manutenção. Os terminais viraram centros comerciais da pirataria e produtos ilegais. Para uma pessoa trocar de linha, sem pagar outra passagem , não é preciso terminal. Tecnologia existe para fazer isso sem ter que ir para um terminal, em várias cidades essa integração é feita sem humilhar o cidadão.
Como se tudo isso fosse pouco, não bastasse, o centro histórico é puro abandono e descaso, diversos monumentos sem manutenção e tantos outros precisando serem restaurados. Castelo e sua esposa conseguiram fazer os piores governos que São Luís já teve em quatro séculos.

A Sra. Roseana está pela quarta vez governando o estado do Maranhão. O seu grupo há 46 anos impera absoluto no estado. Não há mais o que dizer que vão fazer. Em quase cinquenta anos eles já disseram que iam fazer tudo e nada fizeram de significativo por esse estado. O que serviu para o povo do Maranhão o líder supremo do grupo ter sido presidente da república, presidente do senado por quatro vezes?  Além de diversos ministros de sua cota pessoal.


Nas últimas eleições, no ato mais extremo de toda propagandagem (neologismo nosso), inventaram 72 hospitais entregues até o final do ano de 2010. Chegando ao hilário ponto de afirmar “como nunca foi feito” no Maranhão. Pois bem, tudo que falta no Maranhão é obra desse grupo. Eles vão superar eles mesmos? Se nunca foi feito é herança deles.  Para completar veio o dizer magnífico: “O melhor governo de minha vida”. Certo. Concordamos. Nenhum outro prestou. Esse governo (agora) não vai ser o melhor de nossas vidas, da vida pública republicana e democrática dos cidadãos, só vai ser da vida deles (ou só da dela. Saúde, Sra. Roseana!).  A maior obra desse quarto reinado, até agora, foi criminalizar o movimento dos professores (tem tudo para superar Jackson nesse particular). Não tinha algo melhor para fazer?
O Maranhão nunca foi tão maltratado assim. A única saída terrestre da capital do estado está estrangulada (BR 135 virou um caos); o maior sistema de abastecimento de água da capital (Italuis) está sucateado; professores em greve e policiais em greve; faltam hospitais e agentes de saúde na capital e no interior; saneamento é precário em todo o estado; crimes aumentam e retorno da pistolagem; a cidade de São Luís está toda esburacada; os "viadutos" incompletos feitos pela governadora são pontos de engarrafamentos; inexiste um centro administrativo e locais mais  apropriados de funcionamento de diversos órgãos da administração pública; delegacias superlotas, falta de vagas nos presídios, entidades do sistema penitenciário funcionando de improviso, péssimas condições de trabalho dos policias civis   etc.

Hoje (22/03/2011), em desespero, os usuários de transporte coletivo resolveram tocar fogo em pneus e fazer uma manifestação no terminal do São Cristóvão. Ninguém aguenta mais esse descaso e essa humilhação. Modelo falido e já totalmente ineficaz para São Luís. Vão aumentar a frota de ônibus com esse trânsito já caótico?
Não muito longe daqui... na vizinha Teresina (PI)...  já está em funcionamento um metrô. Não só isso, eles pretendem conseguir uma licença para chegar às cidades de Timon e Caxias. Isso é só um dos tantos sintomas da total incapacidade política desses grupos que estão à frente do governo de pensarem as necessidades do povo. Nós já perdemos todos os trens... dizer que da história seria uma redundância.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AÇÃO DIRETA E LEGÍTIMA DEFESA PACÍFICA

Green Politics must become the Politics of the Regions – all the Regions, from the celestial to the subterranean. Let the next Gathering of the Greens conduct all its business in poetry. This will foreshadow the day when America will be Green. Even better, the day when for a small fee we do an international name exchange and America becomes a large frozen island, while Green Land extends from sea to shining sea. The day when Green Politics rules. The day when the President pantomimes the Inaugural Address and sings the State of the Union in falsetto. The day when the Supreme Court sits naked in powdered wigs and hands down rulings in Pig Latin. The day when the Congress throws a multi-party and dances all the Laws out of existence.(Trecho do The Surre(gion)alist Manifesto , John P. Clark)
É preciso ultrapassar as formas mórbidas e dilacerantes da política atual. Não adianta só as contestações, enquanto persistir seus mecanismos genocidas e desumanizantes é necessário agir diretamente s…

Governo de Flávio Dino rumo ao último biênio

Tive uma educação libertária, isso já é suficiente para não adorar ídolos, heróis e nem acreditar na doutrina da "vanguarda revolucionária", o que entraria em conflito direto com as percepções e entendimentos que tenho sobre o que é História. Logo não tenho vocação a discípulo, a servo, a escravo e nem a puxa-saco ou lacaio. Minha torcida é cívica e republicana pelo governo, pela governabilidade e governança que, cumprindo os parâmetros de governo da lei, responda às necessidades do povo e aos negócios públicos com responsabilidade, competência e publicidade.
Em democracia a crítica e a contestação são direitos do cidadãos não é uma dádiva do governante. A contestação e o reclame não precisa de um aceite prévio ou concessão do ocupante do poder. Assim, a esfera da democracia guarda tensões e um certo nível de dissenso. A discordância não precisa estar fundamentada ela é. Isso difere de acusações em atos e procedimentos que configurem como crimes. A crítica, longe de ser uma …

Ação Penal 470 - Filhos do Brasil

                                         Por  Washington Ribeiro Viégas Netto*

"Quando o homem inventou a roda, logo Deus inventou o freio. Um dia, um feio inventou a moda, e toda a roda amou o feio". Zeca Baleiro.

Tenho acompanhado com especial atenção o julgamento do mensalão pela nossa mais alta corte de justiça, o STF. Penso que o resultado ali proclamado nos dará uma medida atual do quanto já nos distanciamos da pecha “república de bananas”; forma de governo que ainda persiste em países destas latitudes. No decorrer de todos esses anos em que tramita o processo, tem sido uma rara oportunidade de o Brasil reafirmar a força e solidez de suas instituições, soberanamente constituídas, quando confrontadas com um, ao que tudo parece, projeto de poder que, por meio de um conhecido método de aparelhamento estatal, tentou um processo de clivagem dessas mesmas instituições. Porém, antes mesmo de iniciado o julgamento, acredito que o saldo é favorável ao Brasil. O Supremo é composto d…