Pular para o conteúdo principal

Uma rapidinha: Pontuando Política & Curiosidades

Ministério Público Federal quer investigação no programa Minha Casa, Minha Vida. O MPF desconfia de formação de cartel e já enviou ofício à Secretária de Defesa Econômica. Se o MPF se dedicar mesmo a investigar esse Minha Casa, Minha Vida...em todos Brasil vai encontrar irregularidades e favorecimentos de toda ordem. O dinheiro está vazando pelo ladrão!

O site da Wikileaks revela mais documentos e mostra que as embaixadas americanas são pontos de espionagem. Em documento os USA reclamam do Brasil pela a ausência de uma legislação definindo terrorismo. Ver no wikileaks.org.

Dilma ensinou política marxista-leninista aos trabalhadores. A presidente queria conscientizar o proletariado para mudar o Brasil. O tempo conserta muitas coisas. A campanha foi feita em cima das conquistas econômicas, leia-se: pujança capitalista. Classe C consumindo mais. Além disso, pediu voto para Roseana Sarney, fóssil da ditadura o do mandonismo. É o que diz o ditado: “faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço”.

A usina de Estreito. Já começou a encher o reservatório. Lula bateu a mão no botão. Hidroelétrica energia limpa, mesmo apresentando alguns problemas como inundação de enormes áreas, deslocamento e remoção de comunidades. Agora..soa estranho a termoelétrica em Miranda, e as que querem instalar em São Luís. Qual é o esquema? Termoelétrica é a coisa mais ultrapassada e poluente que existe. Quem está lucrando em cima dessa tragédia? Por que não se investe em energia eólica, solar e de força marinha? No Maranhão não existe consumo para toda essa oferta, o que há é um esquema de liberação para implantação desses monstros poluidores que são as termoelétricas.

Festival de gastronomia no Mercado Central. Falta garantir condições em termos de higiene, segurança e atendimento. O chão há tempos não é lavado, mendigos, jovens drogados a todo instante caem sobre a mesa pedindo um pouco da comida, no final você fez uma boa ação humanitária, mas volta com fome, pois tem que dar a comida toda.

Já fui agredido verbalmente por uma senhora “proprietária de um restaurante” do Mercado Central. Motivo: sentei na “cadeira dela” e tinha feito um pedido no restaurante vizinho. Não vi as “diferenças” nas mesas e cadeiras, sentei para esperar minha comida. Antes de ser avisado ou informado, fui agredido verbalmente por essa senhora, “dona do pedaço”!
Os espaços públicos de São Luís são todos privados. São nesses espaços que você é mais violentamente maltratado. Nítida cumplicidade da Prefeitura para dando continuidade ao velho esquema de apadrinhamento e clientelismo nas licenças. Só fica e só exploram esses lugares os aliados, os cabos eleitorais do prefeito e dos vereadores. Herança do domínio jacksonista na prefeitura.

Comentários

  1. Falando em espaços pú8blicos privatizados, as praças dos bairros estão sendo tomadas pelos lava-jatos. Invadem as praças, constroem rampas, puxam um ponto de água e infernizam a vida dos vizinhos com o barulho das bombas e motores.
    Ed Wilson

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pelo comentário..
    Ed, isso tudo é a derrocada da Ilha Rebelde...Castelo na prefeitura é a simbiliza a morte de uma cidade de veia crítica e gosto refinado. Estamos na lama... A cidade está sitiada pela barbárie. TODOS OS ESPAÇOS VERDES ESTÃO SENDO GRILADOS...UM GRNADE ABSURDO ESTÁ NA COHAB...DEPOIS DÉCADAS APARECEU UM DONO PARA UMA ÁREA ENORME... O COHATRAC E O TURU SÃO VÍTIMAS DESSE DESCASO CÚMPLICE DA PREFEITURA...ONDE DEVERIA SER ÁREA DE LAZER...UM ESPAÇO EDUCATIVO E DE SAÚDE PARA OS CIDADÃOS SÃO INVADIDOS POR BARRAQUINHA, LAVA-JATO, CAMINHÃO-VENDA ETC... É O FIM...
    ESTAMOS NO PURGATÓRIO... RESTA TORCER PELA SALVAÇÃO!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

É uma satisfação contar com seu comentário! Obrigado!

Postagens mais visitadas deste blog

AÇÃO DIRETA E LEGÍTIMA DEFESA PACÍFICA

Green Politics must become the Politics of the Regions – all the Regions, from the celestial to the subterranean. Let the next Gathering of the Greens conduct all its business in poetry. This will foreshadow the day when America will be Green. Even better, the day when for a small fee we do an international name exchange and America becomes a large frozen island, while Green Land extends from sea to shining sea. The day when Green Politics rules. The day when the President pantomimes the Inaugural Address and sings the State of the Union in falsetto. The day when the Supreme Court sits naked in powdered wigs and hands down rulings in Pig Latin. The day when the Congress throws a multi-party and dances all the Laws out of existence.(Trecho do The Surre(gion)alist Manifesto , John P. Clark)
É preciso ultrapassar as formas mórbidas e dilacerantes da política atual. Não adianta só as contestações, enquanto persistir seus mecanismos genocidas e desumanizantes é necessário agir diretamente s…

Governo de Flávio Dino rumo ao último biênio

Tive uma educação libertária, isso já é suficiente para não adorar ídolos, heróis e nem acreditar na doutrina da "vanguarda revolucionária", o que entraria em conflito direto com as percepções e entendimentos que tenho sobre o que é História. Logo não tenho vocação a discípulo, a servo, a escravo e nem a puxa-saco ou lacaio. Minha torcida é cívica e republicana pelo governo, pela governabilidade e governança que, cumprindo os parâmetros de governo da lei, responda às necessidades do povo e aos negócios públicos com responsabilidade, competência e publicidade.
Em democracia a crítica e a contestação são direitos do cidadãos não é uma dádiva do governante. A contestação e o reclame não precisa de um aceite prévio ou concessão do ocupante do poder. Assim, a esfera da democracia guarda tensões e um certo nível de dissenso. A discordância não precisa estar fundamentada ela é. Isso difere de acusações em atos e procedimentos que configurem como crimes. A crítica, longe de ser uma …

Ação Penal 470 - Filhos do Brasil

                                         Por  Washington Ribeiro Viégas Netto*

"Quando o homem inventou a roda, logo Deus inventou o freio. Um dia, um feio inventou a moda, e toda a roda amou o feio". Zeca Baleiro.

Tenho acompanhado com especial atenção o julgamento do mensalão pela nossa mais alta corte de justiça, o STF. Penso que o resultado ali proclamado nos dará uma medida atual do quanto já nos distanciamos da pecha “república de bananas”; forma de governo que ainda persiste em países destas latitudes. No decorrer de todos esses anos em que tramita o processo, tem sido uma rara oportunidade de o Brasil reafirmar a força e solidez de suas instituições, soberanamente constituídas, quando confrontadas com um, ao que tudo parece, projeto de poder que, por meio de um conhecido método de aparelhamento estatal, tentou um processo de clivagem dessas mesmas instituições. Porém, antes mesmo de iniciado o julgamento, acredito que o saldo é favorável ao Brasil. O Supremo é composto d…