segunda-feira, novembro 15, 2010

OS BARÕES DA MISÉRIA



Ilustração: Francisco Araujo

Muitos ainda não perceberam o veneno incluso no título "As flores do mal", obra mais famosa de Baudelaire. O título realiza uma magnífica arquitetura poética, compondo com opostos, colocando-os em situação de complementaridade. A flor que comumente remete à ideia de ternura, encanto, beleza e felicidade é, a um só tempo, fino produto do mal. É flor da dor, do sofrimento e do horrível. Eis o arquétipo dessas riquezas entre nós.

Sobe maré, baixa maré, mas as fontes das prosperidades jorram perenemente para abastecer a insaciável sede de riqueza dos donos do mar. A prosperidade nessas praias é lugar cativo de alguns, por nascimento e jamais por mérito. Nossas praias NÃO pertencem ao meio ambiente da ilha de probópolis. Melhor dizendo, aqui não é probópolis.
Não é a toa que os ricos locais estão entre os mais ricos do Brasil. E a fonte é tão boa para os já abonados, que o mais ricaço dos abastados já instalou seus negócios aqui.
O estado campeão de dependentes da bolsa família é também o estado que possui os políticos mais endinheirados. Enfim, miséria rende... e, sem dúvida, esse vai ser, assim como os outros, o melhor governo DA VIDA DELA. Pois, como se ver, um governo é sempre melhor do que o outro para ela. Só não é para a vida PÚBLICA.

Os barões no são do aço, nem da bauxita, nem do petróleo, nem do gás, nem do ouro, nem do diamante, nem da informática, nem de qualquer área produtiva...
Aqui capital produtivo é uma raridade e livre iniciativa é uma completa utopia , mas... o resto tem demais.

“Levantamento feito na base de dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostra ainda que oito governadores eleitos apresentaram evolução patrimonial superior a 200% nos últimos anos. Neste caso, a líder é a governadora também reeleita do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB). Em 2006, a declaração dela listava 15 bens, mas informava apenas o valor depositado em seu fundo de previdência privada: R$ 172.734,71 - em valores corrigidos. Para esta eleição, Roseana apresentou declaração com 25 bens e valor total de R$ 7.838.530,34. O crescimento foi de 4.437,90% em quatro anos.
As Alagoas de Teotônio e o Maranhão de Roseana ocupam a 25.ª e a 26.ª posição, respectivamente, no ranking do Produto Interno Bruto (PIB) per capita dos Estados, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os dois Estados também estão nas duas últimas posições do ranking do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), que lista indicadores na área de Educação, renda e expectativa de vida.”


É, enquanto isso... vou atrás de uma lata de sardinha para garantir o jantar...


2 comentários:

  1. Companheiro Francisco Araújo, venho parabenizar-lhe pelo belíssimo blog. Muito bom mesmo. Já sou um dos seus seguidores.

    Aproveito o ensejo para convidar-lhe a visitar o meu blog: http://hugo-freitas.blogspot.com/

    Só assim, através das ferramentas comunicacionais da rede, poderemos combater o monopólio midiático em nosso Estado.

    Aguardo sua visita.

    Abraços fraternos.

    ResponderExcluir
  2. Caro Hugo, Obrigado pela visita...Pode deixar..vou visitar e divulgar seu blog!

    ResponderExcluir

É uma satisfação contar com seu comentário! Obrigado!

Hoje é Páscoa.

sexta-feira, 30 de março de 2018 12:40 Hoje é Páscoa. ·         Por Francisco José A Páscoa é uma data maravilhosa, porque rep...