Pular para o conteúdo principal

É PURO BRASIL. AO ARGUMENTO CRÍTICO, O INSULTO PESSOAL.


Tem uma longa tradição no Brasil o recurso de querer calar o outro quando não se tem argumento diante de uma situação real. Em geral, recorre-se aos berros, intimidações ou a termos pejorativos. Taxa-se de louco (muito comum) ou coisas similares os que questionam e não se alinham prontamente. No final, o resultado é o que Paulo Francis sinalizou: "ao argumento crítico, o insulto pessoal".

No Maranhão, lugar por excelência das sobrevivências retrógadas, infames, bestiais da ignorância e das tacanhices “políticas”, está ganhando fôlego, cada vez mais, esse artifício perverso. Por último... ganhou fôlego a reprodução de falácias e as atitudes irresponsáveis contra a religiosidade cristã.
Por que estão fazendo isso e ainda falando em nome de uma “iluminação da razão”?
Por que apelar para esse discurso de Fundamentalismo?
Por que usar a mesma ferramenta utilizada pela CIA contra o Islamismo, tentando justificar as ações criminosas contra os afegãos, iraquianos etc.?
Porque estão tentando desviar a atenção das pessoas. Para alcançar tal objetivo resolveram atacar a Igreja Católica remontando fatos da Inquisição, usando o conceito de fundamentalismo para demonizar os cristãos.
Querer criminalizar a opinião da Igreja é um  absurdo!

Que fundamentalismo? Bobagem. Os cristãos produzem uma exegese intelectualmente apuradíssima  e incorporando as mais diversas contribuições do conhecimento não-religioso, indo da Arqueologia à Semiótica. Falta leitura e atualização para esses anti-católicos.
Seguir a direção nacional de um partido de forma a-crítica, aceitar uma hierarquização partidária extremamente verticalizada é o quê?
Sinto o cheiro de um proselitismo iluminista-cartesiano-newtiniano-aristotélico tardio. Puzt! Ainda não chegaram nem à crítica da unicidade "raciológica"?, aos dilemas: razão  e liberdade, razão e violência?

É notório que faltou argumento e estão querendo esconder uma questão crucial: a aliança Sarney/Dilma e a entrega do PT à família Sarney. Não existem Partidos dos Trabalhadores. Só existe um PT. Existem pessoas, é certo, que não se submeteram à determinação das direções nacional e estadual do PT. Mas o PT que existe é um só e está aliado à família Sarney.

A posição da Igreja a favor da vida e contra o aborto, tal como aparece nos documentos oficiais, contém elementos do humanismo secular e contribuições de pesquisas feitas com base nas diversas áreas do conhecimento. Não cabe esse rótulo de fundamentalismo.

Mais uma vez: o que tem feito alguns indivíduos trocarem a reflexão serena e crítica pelo proselitismo partidário cego, extremo e intolerante?

Entendemos que uma parte da esquerda maranhense (auto-denominação) não sabe como manter seu discurso anti-Sarney diante da aliança de Sarney com Dilma. Porque vai votar na Dilma e quer esconder a implicação direta do seu voto com o fortalecimento do poder dos Sarney no Maranhão.

Dilma é Sarney no Maranhão. Isso está comprovado! Sobram dados e provas!

Não se submeter à aliança Dilma/Sarney não é declarar voto a Serra. Pois ainda existem três outras opções: voto nulo, voto em branco e a abstenção.

O dado duro e seco é o seguinte: os donos da oposição ao sarneísmo não foram capazes, nos últimos 45 anos, de alcançar um nível de competitividade consistente e organizada. Quem achar que o Maranhão é assim só por força e obra de só um homem ou de uma única família está equivocado ou, no mínimo, com extrema má fé.

Infelizmente existem pessoas que fizeram suas carreiras apontando os erros dos Sarney e nada mais. Assim vivem até hoje. Discurso estandardizado: farto de denúncias e quase zerado de elementos propositivos. No fundo, vivem torcendo para que o grupo Sarney faça “algo”, pois sem isso os anti-sarney não vão ter o que dizer e nem como justificar sua existência e situação. É uma “oposição-fã”.

O que está faltando é uma reflexão séria e responsável sobre o futuro político dos que combatem essa dominação dos Sarney, levando em consideração que o PT está aliado a esse mando e os demais partidos de esquerda: PC do B, PSB estão apoiando Dilma e fazem parte do governo Lula. Fica de fora dessa situação a esquerda composta pelo PSOL, PSTU e PCB (auto-intitulada de verdadeira esquerda).
Para quem realmente quer tratar a sucessão presidencial de forma Política e séria, quem quer  pensar o futuro do Maranhão não pode ocultar a aliança Sarney/Dilma. Discutir honestamente e com inteligência esse cenário é o que importa agora!

Comentários

  1. Muito interessante as suas palavras, claras e explicitas, uma aula sobre o momento politico que vive o Maranhão, todos em um barco sem saber o que falar ou defender. Esquerda ou Direita no nosso estado é conversa de bar,em meio a copos de cerveja ou jesus. Em relação a Igreja, a "esquerda" do Maranhão conheceu a palavra fundamentalismo agora, e usam sem conhecimento da causa, pois de forma legitima como qualquer instituição séria a Igreja faz a defesa pela vida, e o que é importante, não regadas a generosas doses de cerveja ou jesus, mas sim pelo conhecimento movido pela fé nos princípios seculares.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

É uma satisfação contar com seu comentário! Obrigado!

Postagens mais visitadas deste blog

AÇÃO DIRETA E LEGÍTIMA DEFESA PACÍFICA

Green Politics must become the Politics of the Regions – all the Regions, from the celestial to the subterranean. Let the next Gathering of the Greens conduct all its business in poetry. This will foreshadow the day when America will be Green. Even better, the day when for a small fee we do an international name exchange and America becomes a large frozen island, while Green Land extends from sea to shining sea. The day when Green Politics rules. The day when the President pantomimes the Inaugural Address and sings the State of the Union in falsetto. The day when the Supreme Court sits naked in powdered wigs and hands down rulings in Pig Latin. The day when the Congress throws a multi-party and dances all the Laws out of existence.(Trecho do The Surre(gion)alist Manifesto , John P. Clark)
É preciso ultrapassar as formas mórbidas e dilacerantes da política atual. Não adianta só as contestações, enquanto persistir seus mecanismos genocidas e desumanizantes é necessário agir diretamente s…

Governo de Flávio Dino rumo ao último biênio

Tive uma educação libertária, isso já é suficiente para não adorar ídolos, heróis e nem acreditar na doutrina da "vanguarda revolucionária", o que entraria em conflito direto com as percepções e entendimentos que tenho sobre o que é História. Logo não tenho vocação a discípulo, a servo, a escravo e nem a puxa-saco ou lacaio. Minha torcida é cívica e republicana pelo governo, pela governabilidade e governança que, cumprindo os parâmetros de governo da lei, responda às necessidades do povo e aos negócios públicos com responsabilidade, competência e publicidade.
Em democracia a crítica e a contestação são direitos do cidadãos não é uma dádiva do governante. A contestação e o reclame não precisa de um aceite prévio ou concessão do ocupante do poder. Assim, a esfera da democracia guarda tensões e um certo nível de dissenso. A discordância não precisa estar fundamentada ela é. Isso difere de acusações em atos e procedimentos que configurem como crimes. A crítica, longe de ser uma …

Ação Penal 470 - Filhos do Brasil

                                         Por  Washington Ribeiro Viégas Netto*

"Quando o homem inventou a roda, logo Deus inventou o freio. Um dia, um feio inventou a moda, e toda a roda amou o feio". Zeca Baleiro.

Tenho acompanhado com especial atenção o julgamento do mensalão pela nossa mais alta corte de justiça, o STF. Penso que o resultado ali proclamado nos dará uma medida atual do quanto já nos distanciamos da pecha “república de bananas”; forma de governo que ainda persiste em países destas latitudes. No decorrer de todos esses anos em que tramita o processo, tem sido uma rara oportunidade de o Brasil reafirmar a força e solidez de suas instituições, soberanamente constituídas, quando confrontadas com um, ao que tudo parece, projeto de poder que, por meio de um conhecido método de aparelhamento estatal, tentou um processo de clivagem dessas mesmas instituições. Porém, antes mesmo de iniciado o julgamento, acredito que o saldo é favorável ao Brasil. O Supremo é composto d…