quarta-feira, maio 19, 2010

CASO PT NO MARANHÃO E O Y "I-PI-SI-LO-NE"


"PT vai intervir no Maranhão para forçar apoio a Roseana
Preocupada com o novo foco de incêndio político na pré-campanha de Dilma Rousseff à Presidência, a cúpula do PT fará intervenção branca no Maranhão para obrigar o partido a apoiar a candidatura à reeleição da governadora Roseana Sarney (PMDB). Motivo: o presidente Luiz Inácio Lula da Silva quer palanque único para Dilma no Maranhão e alega que precisa do apoio do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), pai de Roseana."

Comento:
Lula quer, é? Apoio? Certo. Será que Dilma vai ter apoio ou vai ser um governo refém do PMDB (no Maranhão essa sigla se escreve com Y – i-pi-si-lo-ne)? O PT, nessas eleições, pode sofrer a maior retração parlamentar dos últimos tempos. A popularidade de Lula e a situação de governo está minando um dos maiores agentes do processo de redemocratização do Brasil: o petismo. A banda mais militante e reacionária da política partidária brasileira vai concretizar sua vingança: destruir o petismo.
O consórcio p-m-d-bista S/A está preparando a contra-democratização desde a era FHC. A agenda política se voltará à extrema-direita, no que compreende o liberalismo econômico irresponsável, fortalecimento dos localismos oligárquicos, cerceamento das liberdades, falta de transparência e controle externo das instituições públicas. Não se espante se isso for seguido de maior acréscimo de censura à imprensa e ao Ministério Público. O PMDB guarda o pior resíduo do autoritarismo.

"O primeiro passo do roteiro combinado com o Planalto será suspender o Encontro Estadual do PT, marcado para sábado e domingo, sob o argumento de que haverá confronto entre as alas petistas. O último encontro, no dia 27 de março, havia aprovado a aliança com o deputado Flávio Dino (PCdoB-MA) para a sucessão de Roseana."

Comento:
Após a negação da importância da participação e do trabalho dos cidadãos comuns para que Lula conseguisse uma posição política, ou será que Lula é uma invenção de si memso?, agora todos serão jogados no limbo do status de gangue? Ora, confronto não quer dizer ataque físico, porrada e luta corporal ou armada. Desde quando os não adeptos do PENSAMENTO ÚNICO são ameaças aos moldes da marginália? De quem é e a quem interessa essa idéia de criminalizar os não conformados? O confronto sempre foi no campo das atitudes políticas, das posturas éticas e das idéias. O problema é que falta argumento, exemplos eticamente louváveis para confrontar com os que não concordam, que não se resumem ao grupo de Dutra. A saída é silenciar? Tem herança mais típica do autoritarismo? O que de concreto fundamenta suspender o encontro marcado para os dias 21 e 22 próximos?

"Agora, a estratégia autorizada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva consiste em empurrar a decisão sobre a chapa ao governo do Maranhão para o Diretório Nacional do PT, que vai se reunir em 12 de junho, véspera da convenção que homologará a candidatura de Dilma. Sob pressão do Planalto, o diretório deverá dar sinal verde à coligação com Roseana, desmontando a parceria com Dino."

Comento:
Como será definida as candidaturas parlamentares? Quem e a partir de quais critérios dirá quem são os nomes a concorrer? Como fica a eleição proporcional? Que medida estatutariamente comporta tal "barrica"? Que instância é essa de deliberação com abaixo-assinado?

"Porém, a manobra não ocorrerá sem traumas. "Pode ter morte no Maranhão", ameaçou o deputado Domingos Dutra (PT), que ocupou ontem a tribuna da Câmara para protestar contra a suspensão do encontro. "Se houver alguma tragédia lá, a responsabilidade será de Sarney, Roseana e da turma do PT que quer vender o partido." O PT do Maranhão é dividido em duas correntes e uma delas ocupa cargos no governo Roseana. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo."

Comento:
Qual a sociedade que não tem óbito? Certamente alguém morrerá no Maranhão nos próximos dias, mas não por força de ações de violência defragadas por quem não quer se ajoelhar ao imperium . Não conheço ninguém com a intenção de matar alguém por conta desse apoio. A não ser que alguém queira "SE DEIXAR MORRER."

Duas correntes? Esse é o perigo maior para quem anda amarrado.
Tem que existir a defesa da continuidade da democratização da política brasileira. É plausível a tese que o PT ainda tem a contribuir nesse processo. Para tanto, faz-se necessário o protagonismo de quem vive para a Política e não, mesquinhamente, vive das sobras da "política".
É preciso que os discordantes, os avessos à sincronização autoritária, ao pensamento único, não cedam às chantagens, mas tenham atitudes de sublevação inteligente contra a SERVIDÃO VOLUNTÁRIA.
Stálin, comparado ao Trotsky, ficava em desvantagem em múltiplos aspectos, mas tinha algo fulminante ao seu favor e que compensava seu baixíssimo nível intelectual: determinação extrema. Pode-se aperfeiçoar a fórmula e mesclar determinação e inteligência.
Há ainda o que fazer, não somente em prol da candidatura de Flávio, mas também em prol do PT e do petismo.
Resistir é um direito. Consequentemente, guardar legalidade. Não só isso, também pode ter legitimidade. Até Hobbes reconheceu isso.
Se o poder-soberano não cumpre a tarefa pela qual ele foi constituído e pela qual é justificada sua existência, não há mais motivos para seguir o pacto. Resistir é legítimo se visa assegurar aquilo que lhe é precioso e que deveria ser a finalidade do pacto, materializada na soberania do Leviatã.


O PT nunca significou (para mim) correntes, mas asas!








Nenhum comentário:

Postar um comentário

É uma satisfação contar com seu comentário! Obrigado!

Hoje é Páscoa.

sexta-feira, 30 de março de 2018 12:40 Hoje é Páscoa. ·         Por Francisco José A Páscoa é uma data maravilhosa, porque rep...