sexta-feira, abril 02, 2010

PÁSCOA E CAPITALISMO

*

O marxismo vulgar reduziu todas as sagas humanas a uma única praga e a partir de um único olhar: o de Marx. Essa besta avassaladora e que passa a ser o nódulo explicativo, o coringa-mor para todas as desigualdades e violências: o Capitalismo.

Pois bem, se o capitalismo fosse automaticamente extinto hoje, nada garante que sua ausência garantiria felicidade a todos, que milhões de homens e mulheres sairiam da depressão, nem que a dor física cessaria. Tão pouco se teria a garantia de nos livramos do medo e, principalmente, da morte.

A experiência de vida nesse planeta tem se revelado algo muito complexo e cada vez mais o elo perdido apresenta uma nova questão a cada nova descoberta sobre as nossas origens. Porém, a vida não pára, independente disso, a espécie continua se reproduzindo e todos estamos presos no planeta terra diante da imensidão do universo. As questões sobre nossa origem e existência persistem. Como diz Maiakovski: morrer não é difícil... Difícil é viver e seu ofício.

Feito as considerações sobre os limites da culpa do capitalismo, destacaremos sua capacidade de profanar, secularizar, vampirizar e mac‘donaldizar através do feitiço da mercadoria. A Páscoa cristã, assim como o Natal cristão, tem sido alvo constante desse jogo da mercadoria. Os templos do culto materialista de consumo: os shoppings ou xopi mesmo, investem graciosamente para convencer que Natal cristão é um presente, que Páscoa é ovo de chocolate e bacalhau (sempre muito caro e raramente é o bacalhau verdadeiro).

Quem é cristão tem que confirmar que sua Páscoa é JESUS. Todo o significado pascal dos cristãos está em Jesus Cristo.

Jo 1,29: Eis o Cordeiro de Deus (etc);

I Cor 5,7: Purificai-vos do velho fermento, para que sejais massa nova, porque sois pães ázimos, porquanto Cristo, nossa Páscoa, foi imolado.;

Ef 5,2: Progredi na caridade, Segundo o exemplo de cristo que nos amou e por nós se entregou a Deus como oferenda e sacrifício de agradável odor.;

Hb 5, 8-9: Embora fosse Filho de Deus, aprendeu a obediência por meio dos sofrimentos que teve. E uma vez chegado o seu termo, tornou-se autor da salvação eterna para todos os que lhe obedecem, porque Deus o proclamou sacerdote segundo a ordem de Melquisedec. (Sobre a ordem de Melquisedec ver Salmo 109);

Rm 6, 5;6; Se fomos feitos o mesmo ser como ele por uma morte semelhante à sua, sê-lo-emos igualmente por uma comum ressurreição.(...)

Pois sabemos que Cristo, tendo ressurgido dos mortos, já não morre, nem a morte terá mais domínio sobre ele.;

Lc 17,21: Nem se dirá: Ei-lo aqui; ou: Ei-lo ali. Pois o reino de deus já está no meio de vós’.;

Lc 21,28-33: ‘Quando começarem a acontecer estas coisas, reanimai-vos e levantai as vossas cabeças; porque se aproxima a vossa libertação.

Acrescentou ainda esta comparação: Olhai para a figueira e para as demais árvores. Quando elas lançam os brotos, vós julgais que está perto o verão. Assim também, quando virdes que vão sucedendo estas coisas, sabei que está perto o reino de Deus. Em verdade vos declaro, não passará está geração sem que tudo isso se cumpra. Passarão o céu e a terra, mas as minhas palavras não passarão’.

Finalizo com uma das questões deixadas por Jesus Cristo (Lc 20, 41-44):

Jesus perguntou-lhes: ‘Como se pode dizer que Cristo é filho de Davi? Pois o próprio Davi, no seu livro dos Salmos, diz: Disse o Senhor a meu Senhor. Senta-te à minha direita, até que eu ponha os teus inimigos por escabelo dos teus pés (Salmo 109,1). Portanto, Davi o chama de Senhor! Como, pois, é ele seu filho?’.

ELE afirmava que era o verdadeiro Filho de Deus, o Cristo esperado, e que existia antes de existir (aqui).

Bem, eu fico com essa Páscoa, com isso que parece improvável e inútil para muitos. Feliz Páscoa!!!

* Essa imagem é alusiva Lc 21,25.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

É uma satisfação contar com seu comentário! Obrigado!

Hoje é Páscoa.

sexta-feira, 30 de março de 2018 12:40 Hoje é Páscoa. ·         Por Francisco José A Páscoa é uma data maravilhosa, porque rep...