terça-feira, março 16, 2010

UEMA: FIM DE ROMANCE E A FARSA



Como num doce sonho de verão o sarneysismo histórico da UEMA, de mãos dadas, com o sarneysismo envergonhado da UEMA levaram as lideranças sindicais dessa Universidade a crerem que tudo seria feito e de forma favorável as suas categorias. Os líderes sindicais foram levados ou se deixaram levar

ATO 1 - Após a saída de Jackson o movimento sindical na UEMA entrou num grande e profundo silêncio. Ninguém dizia nada e o silêncio reinou. Pensei em escrever um texto com o seguinte título: Quem tem medo de salário? Mas como não milito sem trabalhar ou estudar... o final de semestre me tirou tempo e recursos para tal.
Mas, sob as sombras das acácias e sobre os tapetes vermelhos, muito desses senhores, donos da vontade coletiva, andavam com seus padrinhos e tutores por gabinetes e salas palacianas (nos Leões). Faziam o que? Negociando. Nada contra, faz parte negociar. Porém, para muitos, isso estava num grau mais elevado, estavam no céu do regime da “conciliação”. Um êxtase político para alguns! Principalmente para o oportunismo carreirista do Sarneísmo Envergonhado da UEMA!
O Secretário Luciano Moreira recebeu até uma medalhada!

ATO 2 – Aparece, na UEMA, uma tabela de reajuste salarial para os professores com as seguintes promessas em anexo: Lado A – a tabela ia ser implantada imediatamente; Lado B - o PCCS dos servidores da UEMA seria aprovado imediatamente.
Diante dessa “conquista” surgiram diversos autores, padrinhos e influentes que ajudaram na confecção e na articulação junto ao Governo. Cada um reivindicava para si essa vitória. “Eu falei com fulano”, “Eu fui diretamente falar com a...” etc.
Na proposta dois, no seu Lado B estava inserida uma fabulosa e gorda IMPOSIÇÃO: “A TABELA TEM QUE SER ACEITA PELOS PROFESSORES PARA QUE O PCSS DOS SERVIDORES SEJA APROVADO LOGO.”

Os argumentos das lideranças se apoiavam na necessária solidariedade dos professores para com os servidores. Mas pergunto: a solidariedade só podia ser efetivada sob a forma de uma submissão? E sob uma clara coação?
A proposta foi aprovada como um ato de solidariedade aos companheiros servidores. Um verdadeiro sucesso, principalmente para os articuladores  do Sarneísmo Envergonhado.
Hoje, pela manhã, os portões da UEMA amanheceram fechados. Motivo: O PCSS dos servidores ainda não foi aprovado. O GOVERNO NÃO CUMPRIU A PROMESSA. Enfim, o romance das lideranças com o sarneísmo envergonhado parece estar rompido nesse momento.

ENFIM, NÃO PODE MAIS HAVER DÚVIDAS DE QUE OS DONOS DO PODER ESTÃO DE VOLTA AO TRABALHO, vide o MODUS OPERANDI.

2 comentários:

  1. Caro Chico.

    Parece que já há algo 'conversado' sobre a Secretaria Estadual de C&T !!! O ex reitor deixaria para um cristão novo no sarneísmo !!!

    Só falta combinar com o povo !

    Saudações.

    ResponderExcluir
  2. Obriagado! Cristiano... Rsss.
    A metáfora foi boa...Rss... Você é generoso... ainda chamando de "cristão novo"... É velhíssimo e velhaco..
    Estamos na luta!!!

    ResponderExcluir

É uma satisfação contar com seu comentário! Obrigado!

Hoje é Páscoa.

sexta-feira, 30 de março de 2018 12:40 Hoje é Páscoa. ·         Por Francisco José A Páscoa é uma data maravilhosa, porque rep...