Pular para o conteúdo principal

Viva o Carnaval e o Estado Laico


O passo em falso de uma suposta racionalidade dos gastos e uma moralidade religiosa estranha e fora de lugar. 

Como racionalidade administrativa a tentativa de desmonte do Carnaval é uma declaração de incompetência. Não pode ser visto estritamente como gasto, pois gera receita. Imaginem a quantidade de dinheiro deixado em outros municípios. O folião comeu, bebeu, comprou remédio, roupa, hospedagem etc... Clara visão sobre turismo de eventos e indústria do turismo. O Carnaval é uma manifestação popular e uma das mais significativas recriações culturais do Novo Mundo. 

A moralidade religiosa posta dentro do que é Estado é um absurdo, principalmente porque nega o Estado em sua essência laica (orientações e princípios políticos civis). A laicidade implica em imparcialidade para garantir a pluralidade, atentar contra qualquer elemento do diverso é um crime contra a ordem pública de um Estado laico. O boicote, a sabotagem contra manifestações populares é um atentado simbólico, uma violência 'cultural". Esse fundamentalismo religioso precisa ser barrado no Estado. Esse tentativa de falir o Carnaval de São Luís também é um absurdo na perspectiva democrática, a começar pela tentativa de recusar o gosto da MAIORIA. 

Será que só o Carnaval fere os olhos de Deus? Atos nada republicanos dentro do aparelho de Estado também agradam a Deus? Não sei. Mas é uma boa questão sobre a moralidade na administração pública quando religiosidade performática grila o Estado. 

Viva o Carnaval e o Estado Laico! 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AÇÃO DIRETA E LEGÍTIMA DEFESA PACÍFICA

Green Politics must become the Politics of the Regions – all the Regions, from the celestial to the subterranean. Let the next Gathering of the Greens conduct all its business in poetry. This will foreshadow the day when America will be Green. Even better, the day when for a small fee we do an international name exchange and America becomes a large frozen island, while Green Land extends from sea to shining sea. The day when Green Politics rules. The day when the President pantomimes the Inaugural Address and sings the State of the Union in falsetto. The day when the Supreme Court sits naked in powdered wigs and hands down rulings in Pig Latin. The day when the Congress throws a multi-party and dances all the Laws out of existence.(Trecho do The Surre(gion)alist Manifesto , John P. Clark)
É preciso ultrapassar as formas mórbidas e dilacerantes da política atual. Não adianta só as contestações, enquanto persistir seus mecanismos genocidas e desumanizantes é necessário agir diretamente s…

Governo de Flávio Dino rumo ao último biênio

Tive uma educação libertária, isso já é suficiente para não adorar ídolos, heróis e nem acreditar na doutrina da "vanguarda revolucionária", o que entraria em conflito direto com as percepções e entendimentos que tenho sobre o que é História. Logo não tenho vocação a discípulo, a servo, a escravo e nem a puxa-saco ou lacaio. Minha torcida é cívica e republicana pelo governo, pela governabilidade e governança que, cumprindo os parâmetros de governo da lei, responda às necessidades do povo e aos negócios públicos com responsabilidade, competência e publicidade.
Em democracia a crítica e a contestação são direitos do cidadãos não é uma dádiva do governante. A contestação e o reclame não precisa de um aceite prévio ou concessão do ocupante do poder. Assim, a esfera da democracia guarda tensões e um certo nível de dissenso. A discordância não precisa estar fundamentada ela é. Isso difere de acusações em atos e procedimentos que configurem como crimes. A crítica, longe de ser uma …

Juan Zuñiga: um exterminador em campo e a FIFA

Qualquer pessoa que já fez algum tipo de luta..sabe que isso não foi acidental. O joelho já estava dobrado e projetado para frente. O cara joga o peso do corpo para a pancada ser mais forte. Ninguém faz impulsão com o joelho dobrado a dois passos do alvo. Vejam como ele firma a mão nas costas de Neymar para aplicar a joelhada.Esse despreparado Juan Zuñiga podia ter retraído o joelho. Mas bandido é bandido!
A jogada mais criminosa da Copa. Zuñiga levantou o joelho e projetou direto nas costas do rapaz. Ele olha antes para as costas de Neymar. Foi direto para bater. Neymar sofreu fratura na vértebra em decorrência desse golpe. Maldade pura. Revejam o lance. 

E essa pisada direto no joelho de Hulk? Só não quebrou porque o pé de Hulk estava saindo do chão. Isso é golpe, não é uma falta normal! O que a CBF vai fazer? A FIFA não vai rever os vídeos e punir esse despreparado e irresponsável? Absurdo...