Pular para o conteúdo principal

A casa de veraneio do governo estadual e hospital para tratamento de câncer


Fiquei dias pensando sobre o conteúdo da propaganda partidária do PC do B, recentemente exibida nas redes de televisão. O que realmente expressa a mensagem do pré-candidato a governador, Flávio de Dino, quando trata da casa de veraneio do governo estadual? 

Sinceramente não consegui ver nexo entre a privatização, a venda da casa, e a construção de um hospital de tratamento de câncer. Se o pré-candidato focasse mais a necessidade e a importância do hospital de tratamento de câncer teria lucrado muito mais eleitoralmente. Mas soou estranho a avaliação do preço da casa em vinte milhões e a justificativa para sua privatização: festas, lagostas etc. 

Primeiro ponto. As festas lá realizadas, até hoje e em todos os governos passados, não são motivos suficientes e convincentes para que esse patrimônio público seja vendido, privatizado. Trata-se de uma visão animista da situação. Casa não faz festa, não é culpada pelo tipo de uso que se faz dela. Casa é coisa inanimada.

Segundo ponto. Onde 20 milhões constrói e equipa um hospital de tratamento de câncer?  É preciso se desfazer desse patrimônio público para construir esse hospital? Privatizar, entregar a particulares essa área beneficia o povo em quê? 

Creio que em nada beneficia o povo, mas a algum ou alguns empresários. Vai ser mais um trecho de praia privatizado e em benefícios de poucos. Além de ser mais uma brecha para levantarem torres para além da faixa de dunas. Edificações que estão alterando a ventilação e mudando a paisagem de uma forma nada racional. Como esse prédio em construção que aparece na foto, que simplesmente tomou uma área no sopé de uma duna, bairro São Marcos. 

A casa de veraneio do governo estadual pode e deve ser utilizada de outra maneira, de forma útil para povo e à serviço do povo. Inúmeros serviços e atividades podem ser ali desenvolvidas. Como um governo que aluga diversos prédios pode quer vender um prédio? Seria mais interessante falar em construir novos prédios para abrigar diversas secretarias e escolas que estão em prédios alugados. 

A mudança não vai eliminar esse sistema de aluguéis hoje existente? O que vai ser feito em relação a esse esquema de aluguéis? 

Vai ter maior serventia e significado público em respeito ao erário se o pré-candidato a governador, depois de assumir, se chegar a assumir, fizer um levantamento sério sobre a casta que recebe dinheiro público sem trabalhar. Implantar a transparência e que se saiba exatamente quem são os funcionários da CAEMA, UEMA etc. 

Existe uma casta que ganha salário sem trabalhar e para mudar tem que extirpar esse parasitismo sem nenhuma complacência. Que tal implantar ponto eletrônico e exonerar os que estão recebendo sem trabalhar? Que tal extinguir 20% dos cargos comissionados, de confiança etc.? Não seria inovador destinar parte dos cargos de confiança para estágio de jovens recém formados, selecionados através de provas? 

O hospital para tratar de câncer é uma excelente ideia e de grande valor humano, pois as crianças e os pobres dos Maranhão precisam ter a chance de tentar a cura para essa enfermidade com bastante casos registrados. Mas casa de veraneio do governo estadual está mal colocada nessa história.

O local da atual rodoviária é excelente para construir um hospital. Basta fazer outra rodoviária antes do aeroporto que sirva para a integração do sistema de transporte rodoviário e ferroviário. Deve aproveitar para criar a companhia estadual de transporte urbano, usando VLTs. Os trens de passageiros de São Paulo são empreendimentos do governo estadual. Agora, aliado dos tucanos, não vai ter como dizer que não sabe disso.  A região do Cariri  (Ceará) é servida por VLT, trecho entre Crato e Juazeiro. Instalar um VLT no trecho entre Miranda do Norte e São Luís é totalmente viável, isso se o interesse dos donos de Vans, de micro-ônibus não forem maiores do que o interesse Público. 

A casa do veraneio deve ficar como patrimônio público, todos os governos possuem cerimoniais, precisa saber administrar e dosar. Os jardins do Palácio dos Leões vão ficar abertos para os serviços das bike-lanches? 

A privatização dessa casa é armar a espoleta para um desgaste logo início do governo. Que mudança existe nisso? 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AÇÃO DIRETA E LEGÍTIMA DEFESA PACÍFICA

Green Politics must become the Politics of the Regions – all the Regions, from the celestial to the subterranean. Let the next Gathering of the Greens conduct all its business in poetry. This will foreshadow the day when America will be Green. Even better, the day when for a small fee we do an international name exchange and America becomes a large frozen island, while Green Land extends from sea to shining sea. The day when Green Politics rules. The day when the President pantomimes the Inaugural Address and sings the State of the Union in falsetto. The day when the Supreme Court sits naked in powdered wigs and hands down rulings in Pig Latin. The day when the Congress throws a multi-party and dances all the Laws out of existence.(Trecho do The Surre(gion)alist Manifesto , John P. Clark)
É preciso ultrapassar as formas mórbidas e dilacerantes da política atual. Não adianta só as contestações, enquanto persistir seus mecanismos genocidas e desumanizantes é necessário agir diretamente s…

Governo de Flávio Dino rumo ao último biênio

Tive uma educação libertária, isso já é suficiente para não adorar ídolos, heróis e nem acreditar na doutrina da "vanguarda revolucionária", o que entraria em conflito direto com as percepções e entendimentos que tenho sobre o que é História. Logo não tenho vocação a discípulo, a servo, a escravo e nem a puxa-saco ou lacaio. Minha torcida é cívica e republicana pelo governo, pela governabilidade e governança que, cumprindo os parâmetros de governo da lei, responda às necessidades do povo e aos negócios públicos com responsabilidade, competência e publicidade.
Em democracia a crítica e a contestação são direitos do cidadãos não é uma dádiva do governante. A contestação e o reclame não precisa de um aceite prévio ou concessão do ocupante do poder. Assim, a esfera da democracia guarda tensões e um certo nível de dissenso. A discordância não precisa estar fundamentada ela é. Isso difere de acusações em atos e procedimentos que configurem como crimes. A crítica, longe de ser uma …

Ação Penal 470 - Filhos do Brasil

                                         Por  Washington Ribeiro Viégas Netto*

"Quando o homem inventou a roda, logo Deus inventou o freio. Um dia, um feio inventou a moda, e toda a roda amou o feio". Zeca Baleiro.

Tenho acompanhado com especial atenção o julgamento do mensalão pela nossa mais alta corte de justiça, o STF. Penso que o resultado ali proclamado nos dará uma medida atual do quanto já nos distanciamos da pecha “república de bananas”; forma de governo que ainda persiste em países destas latitudes. No decorrer de todos esses anos em que tramita o processo, tem sido uma rara oportunidade de o Brasil reafirmar a força e solidez de suas instituições, soberanamente constituídas, quando confrontadas com um, ao que tudo parece, projeto de poder que, por meio de um conhecido método de aparelhamento estatal, tentou um processo de clivagem dessas mesmas instituições. Porém, antes mesmo de iniciado o julgamento, acredito que o saldo é favorável ao Brasil. O Supremo é composto d…