sábado, março 17, 2012

O LIXO COMO ALIMENTO PARA OS COMEDORES DO ERÁRIO PÚBLICO



Não é uma atitude responsável aceitar esse tipo de descarte de lixo/entulho domésticos e empresariais em áreas verdes, ou que deveriam ser verdes. Principalmente quando essa área está situada em um bairro carente de áreas livres para o lazer e práticas de exercícios físicos e de relaxamento.  

A manutenção e construção das condições de permanência e uso desses espaços cabem ao poder público. Trata-se de um investimento na qualidade de vida dos cidadãos. São Luís é carente de praças e parques. O cidadão está cada vez mais confinado ao seu lar ou aos shoppings.

Esses lixeiros, por incrível e absurdo que pareçam, são ao lado das residências de um conjunto habitacional. Isto é, de um espaço residencial que nasce de uma intervenção “planejada”. O pior é a falta de investimento nessas áreas. O poder público ao invés de coibir e dificultar essas ações, a administração municipal faz é facilitar. Pois toda vez que vai recolher o lixo cria ou amplia os espaços de acesso e despejo nesses terrenos. Isto é, cria condições para veículo de maior porte tenha acesso ao local e traga mais lixo.

Por que a prefeitura não cria barreiras para impedir o acesso ao local? Por que a Prefeitura não faz uma intervenção no sentido de arborizar toda área, fazer um serviço de jardinagem e paisagismo?

Por que tudo isso? Simples. Essa fórmula é uma galinha de ouro. O lixo é lucro para uns. A farra começa pelo método de retirada de lixo pelas carregadeiras. Quando a par vem em apanha o lixo bem por baixo, escavando o chão e levando mais terra do que lixo. Basta ver que nesses locais acabam surgindo poças d’água quando chove. Por quê? 

Porque uma caçamba cheia terra pesa mais que uma caçamba cheia só de saco de plástico. É aí que mora a mágica do lixo que vira ouro. Lá no aterro, na hora da pesagem tudo é contado como lixo, mas a caçamba leva, sem necessidade, uma grande quantidade de terra. Isso "vitamina o peso". É por isso que esses lixões dentro dos bairros nunca acabam, por isso essas áreas nunca recebem tratamento e é por isso que o serviço sempre tem uma carregadeira. Quem fiscaliza essa pesagem e esse lixo lá no aterro? Ninguém.

É exatamente assim que o lixo vira uma galinha de ovos de ouro. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É uma satisfação contar com seu comentário! Obrigado!

Hoje é Páscoa.

sexta-feira, 30 de março de 2018 12:40 Hoje é Páscoa. ·         Por Francisco José A Páscoa é uma data maravilhosa, porque rep...