quarta-feira, janeiro 25, 2012

458 anos de grandeza e de ser não traduzível facilmente

Mercado Municipal de São Paulo

Hoje, 25 de janeiro de 2012, a capital do estado de São Paulo, a cidade São Paulo completa 458 anos. Está entre as maiores cidades do mundo em população e economia. São Paulo é grande, às vezes caótica, mas múltipla e diversa. Ao mesmo tempo que é uma cidade de pedra-cimento e cinzenta é também uma cidade de parques e bosques. A marca de São Paulo é que ela não se deixa traduzir de forma fácil, simples e nem completa.  

Em um só tempo temos os belos marcos arquitetônicos e a perturbadora aglomeração. Tudo nessa metrópole distorcida. 
O mercadão municipal é um dos seus recantos, Charmoso e fervilhante. Ele tem uma bela arquitetura e nele são mantidas as condições dignas para visitação. Espaço público do encontro, dos sabores. 
O mercado também é aniversariante nessa data, completando 79 anos. Para festejar os aniversários, seu e da cidade, estendeu o seu horário de funcionamento até às 02h00min. Isso em um mercado de uma metrópole com mais 15 milhões de habitantes.

Daqui a pouco, no dia 08 de setembro, São Luís completará 400 anos. A cidade sofre com questões básicas e simples, que vão da falta de água, calçadas e até um aeroporto decente. Os mais perfeitos exemplos dessa deplorável ruína administrativa e política que vive a capital do Maranhão são os mercados municipais (feiras). 
Marcado Central São Luís

Todos os mercados de São Luís são dignos de serem fechados por questão de saúde pública. São verdadeiros centros de sujeira, abandono e irresponsabilidade com a coisa pública. Fedem, são imundos, pisos deteriorados, as instalações elétricas e sanitárias são ruins, os ambientes estão empestados de ratos, moscas e baratas. Verdadeiros horrores. 

No dia do aniversário de São Luís o Mercado Central, o Mercado do Peixe e a feira do João Paulo deveriam ser fechados como um presente à cidade. As condições atuais desses mercados ferem a nossa história, nos insulta enquanto cidadãos. A demolição do Mercado Central e da Feira do João Paulo é algo de urgente. 

Por que não se fez um concurso público para escolher um projeto arquitetônico para esses espaços, visando construir um novo Mercado Central? O atual prédio do Mercado Central é feio e de instalações deploráveis. Devia ser demolido o quanto antes. É puro desperdício reformar. Por que não se priorizou obras como essa? Faltou recursos? Não. Recursos tem demais. Basta ver os diversos gastos da Prefeitura em devaneios: bolo gigante etc. Do outro lado o governo estadual fazendo meia coisa: a via expressa, o espigão costeiro e outras coisas duvidosas feitas com o dinheiro público. 

Essa é a fórmula que nos torna os últimos no que é bom e os primeiros em tudo que não presta! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É uma satisfação contar com seu comentário! Obrigado!

Hoje é Páscoa.

sexta-feira, 30 de março de 2018 12:40 Hoje é Páscoa. ·         Por Francisco José A Páscoa é uma data maravilhosa, porque rep...