sábado, dezembro 03, 2011

O RETORNO DE MALAFAIA



Procurando pela Tv Senado na internet, com a ajuda do Google, encontrei inúmero referências à audiência pública ocorrida na Comissão de Direitos Humanos, no último dia 29/11/2011, sobre a PL 122. Notei logo as referências ao pastor Silas Malafaia e sua participação no evento. Fui abrindo alguns site para ver como a questão estava sendo posta.  

Chama atenção as proporções que a questão está tomando quanto ao debate entre evangélicos e movimentos gays. O próprio vocabulário está se expandindo, tornando-se formas afirmativas de visões bem segmentadas,tais como: Gayzismo, Cristofobia. Caso que nos sinaliza para tomarmos mais cuidado sobre o caso. 


Começo a desconfiar que as intenções "legais" do politicamente correto começa a acirrar  ódios à medida que cria ressentimento por privação e desproporcionalidade de tratamento. 
A democracia presa pela pluralidade, pelo contraditório e com as partes com direito de livre expressão. A chave desse ambiente é tolerância e não o silenciamento das partes.  

Transcrevo o texto que encontre no site Verdade Gospel. Veja e faça sua reflexão.

“Pr Silas Malafaia diz que Marta Suplicy e ativistas gays correram do debate

Aconteceu nessa última terça-feira (29) a audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado a fim de debater o projeto de lei da Câmara que estabelece punições para quem discriminar homossexuais. Contrários e favoráveis ao PL 122 foram convocados para um diálogo aberto. Pastor Silas Malafaia esteve presente, juntamente com o presidente da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa, senador Paulo Paim, e o presidente da Frente Nacional Cristã de Ação Social e Política, Wilton Costa, todos posicionados contra o projeto.
A senadora Marta Suplicy, autora do substitutivo, não compareceu a sessão mesmo estando no Senado, assim como nenhum ativista gay ou seus defensores compareceram. “Pasmem! Nenhum deles esteve presente. Correram do debate”, comentou Malafaia, que por várias vezes desafiou a senadora a comparecer. E ainda denunciou a intolerância e a perseguição que vem sofrendo dos ativistas gays. Para o pastor, essa “ausência” comprova que representantes do movimento gay não desejam a troca de opiniões e sim a imposição de suas ideias à sociedade. Na mesma sessão, os senadores Magno Malta (PR/ES) e Marcelo Crivella (PRB/RJ) também se posicionaram contra o PL122.
Nesse momento decisivo, pastor Silas Malafaia convoca a todos para que participem, declarando-se contrários à lei que não solicita apenas respeito à escolha de opção sexual, mas impõe uma mordaça em todos que discordam dela.
Na próxima quinta-feira será o dia de votação do PL 122. “É importantíssimo enviar e-mails para os senadores que fazem parte da Comissão de Direitos Humanos”, alerta Malafaia.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É uma satisfação contar com seu comentário! Obrigado!

Hoje é Páscoa.

sexta-feira, 30 de março de 2018 12:40 Hoje é Páscoa. ·         Por Francisco José A Páscoa é uma data maravilhosa, porque rep...